sexta-feira, 25 de maio de 2018

Globo terá novo programa com nome horrível

"Vem aí um programa 'topzêra'!"
Foi dito anteriormente que o Estrelas, de Angélica, seria extinto para abrir espaço a programas de temporada, como os que são exibidos no início das tardes de domingo na Globo. A série As Matrioskas, com Glenda Kozlowski abriu os trabalhos, e um novo musical estava previsto para assumir o horário após o Mundial. E, nesta semana, a emissora começou a divulgar seu novo produto, que ganhou o singelo nome de SóTocaTop.

Apresentado por Fernanda Souza e Luan Santana, o novo programa será uma espécie de parada musical, onde serão exibidos diversos estilos e canções. Segundo release divulgado pela emissora, a atração apresentará rankings semanais dedicados exclusivamente aos sucessos atuais da música nacional, "que contemplará o que é mais ouvido nas rádios e também na internet. A cada semana, artistas de diferentes gêneros e estilos passarão pelo palco, que abrirá também espaço para novidades e lançamentos de quem está despontando no cenário musical".

Um casal apresentando uma parada musical semanal na Globo? Sim, já vimos isso antes. A proposta parece uma versão moderna do clássico Globo de Ouro, programa no qual nomes de expressão da música nacional e internacional passavam por um palco e animavam a plateia. Na condução, sempre um casal, e vários nomes passaram pela ancoragem, como César Filho, Isabela Garcia e Claudia Abreu. A atração também se caracterizava pelo texto espirituoso, com o casal sempre recitando trocadilhos engraçadinhos. O programa ficou no ar por anos a fio, e inspirou o Caldeirão de Ouro, especial de fim de ano do Caldeirão do Huck.

A ideia é inusitada porque, até pouco tempo atrás, havia um "mantra" rolando entre as emissoras de TV que afirmavam, categoricamente, que musicais não davam mais audiência. Programas como os de Chacrinha, o próprio Globo de Ouro, o Sabadão do SBT (que depois virou Disco de Ouro, em sua fase derradeira), ou até o Planeta Xuxa e o Canta e Dança Minha Gente, que eram programas essencialmente musicais, não fariam mais sucesso nos dias de hoje, portanto. Até mesmo programas de auditório de variedades reduziram o espaço para música. Reparem que os artistas que se apresentam atualmente nem ao menos têm sua música executada na íntegra. Sendo assim, o novo SóTocaTop veio para nadar contra a maré, e provar (ou não) que música na TV ainda funciona. Será?

Tá tudo muito bem, mas... gente, que nome horrível é esse que deram para este novo programa? SóTocaTop parece um trava-línguas sem graça e sem sentido. Nome de gosto duvidosíssimo, que nem parece título de programa da Globo. Esperamos que o programa não seja tão ruim quanto o nome dele.

André Santana

9 comentários:

  1. É uma referência a Top of The Pops da BBC UK? Lembro que passava na tv a cabo e era uma parada musical que fez muito sucesso no Reino Unido. Nao seria a primeira 'coincidência' que a Globo comete.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser. Na verdade, a ideia é usar a palavra Top no sentido de parada (tipo Top 10), mas, ao mesmo tempo, se referir a esta gíria horrível que usam hoje em dia, dizendo que uma coisa muito legal "é muito top!". Achei pavoroso!

      Excluir
  2. Realmente um nome péssimo! Roberto Marinho se remoendo no túmulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem Silvio Santos teria uma ideia tão ruim!

      Excluir
  3. A ideia de se fazer um programa musical não é ruim. Mas pena que, tudo indica, vão insistir em tocar o mesmo que já toca por aí. Além do nome horrível, poderiam mudar (um pouco) a situação, e colocar alguma coisa diferente. Claro, não estou pedindo que façam um programa alternativo, mas saturar o que já toca demais também é um risco; lembro do programa de pagode que a Globo colocou no ar é não durou quase nada no fim dos anos 90.

    Não deixa de ser curioso ver que o Faustão, que já foi o ápice em seu programa da Globo, do programa que só toca o que está na moda, abrir espaço para algo diferente, como acontece no Ding Dong. Ainda que seja mais um exercício de nostalgia na maioria das vezes em que leva alguém diferente por lá, é uma iniciativa que dá espaço ao diferente na música, que poderia ser seguida em algum programa na TV aberta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou talvez cokocando esses nomes sw hoje pra mostrar algo diferente..tipo sertanejo cantando pop e vice e versa..seria interessante

      Excluir
    2. Eu gosto que musicais voltem a ter destaque, Alexandre e Miguel. Mas sinto que será mais do mesmo. Dá-lhe Anitta, Ludmilla, esse povo que é "top" (argh!) hoje em dia.

      Excluir