Ticker

6/recent/ticker-posts

Publicidade

"O Clone" é a próxima atração do "Vale a Pena Ver de Novo"

Lucas (Murilo Benício) e Jade (Giovanna Antonelli) em O Clone
Foto: divulgação

Nesta semana, a Globo confirmou a sucessora de Ti Ti Ti no Vale a Pena Ver de Novo. O Clone, sucesso de Gloria Perez de 2001/02, retorna à grade da emissora a partir do início de outubro. Com isso, a emissora volta a apostar num clássico menos recente da teledramaturgia nacional para tentar bombar seu final de tarde, que vem se mostrando um horário estratégico para alavancar o horário nobre.

Ti Ti Ti tem mantido a média de audiência normal do horário, mas vem sendo considerada “fracasso” porque não registrou os mesmos bons resultados de suas antecessoras, “arrasa-quarteirões” do nível de Laços de Família, Eta Mundo Bom!, Avenida Brasil e Por Amor.

No entanto, como dito acima, o Vale a Pena Ver de Novo, cada vez mais, tem se mostrado estratégico para alavancar a grade. Se a reprise da novela bombar, é bem possível que Malhação e as novelas das seis, sete e nove também sejam beneficiadas. E, neste momento, todas as novelas da Globo estão abaixo da meta de audiência considerada ideal pelo canal. As reprises de Pega Pega e Império não decolam, e a inédita Nos Tempos do Imperador tem patinado.

Justamente por isso, o canal virá com um clássico praticamente a prova de erros. O Clone é uma das principais novelas da história recente da Globo, já teve uma reprise muito bem-sucedida em 2011, e também foi exibida no canal Viva com muito barulho. E vale lembrar que ela é contemporânea de Laços de Família, que foi ao ar recentemente na faixa com muito sucesso. Laços é de 2000; foi substituída em janeiro de 2001 por Porto dos Milagres que, por sua vez, entregou o horário nobre para O Clone, em outubro do mesmo ano. Ou seja, a reestreia se dará exatamente 20 anos após a exibição original.

O Clone é uma das mais engenhosas tramas escritas por Gloria Perez, daí seu inegável apelo junto ao público. A autora usa como pano de fundo o contraponto entre religião e ciência para tratar do dilema ético da clonagem humana (assunto muito em alta em 2001), mas tendo como espinha dorsal um folhetim rasgado e despudorado: a história do amor proibido da muçulmana Jade (Giovanna Antonelli) e do ocidental Lucas (Murilo Benício). É um novelão! Alguém duvida que vai funcionar?

André Santana

02/09/2021

Postar um comentário

1 Comentários

  1. A novela das seis tem uma fotografia bonita mais como folhetim.fica devendo

    ResponderExcluir