quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Globo anuncia temporada de "No Limite" com ex-BBB's

A Globo surpreendeu a “internet” ao divulgar em suas redes sociais o seu mais novo reality show. Trata-se de uma nova temporada de No Limite, reality de aventura que fez muito sucesso no início da década de 2000. A novidade da vez é que a emissora pretende colocar ex-participantes do Big Brother Brasil na competição que exige preparo físico e mental.

O anúncio já está rolando nas redes oficiais da Globo, mas ainda não há outras informações sobre o projeto. Mas a notícia vai ao encontro das informações de bastidores que diziam que Marcos Mion estava prestes a assinar com o canal justamente para assumir o revival de No Limite. Se o revival acaba de ser confirmado, deve ser questão de tempo para que Mion também seja anunciado no comando.

A ideia é bem interessante. Colocar ex-BBB's em No Limite pode engajar os fãs do reality de confinamento. Além disso, voltar com o No Limite sempre gera expectativas, já que é um ótimo programa, mas que acabou abandonado em razão da rápida perda de interesse do público. E o formato parece combinar bem com Marcos Mion, que, se confirmado, será uma excelente aquisição para a Globo. Enfim, tem tudo para dar certo!

No Limite foi o primeiro reality show da TV aberta no Brasil. Versão brasileira de Survivor, a atração teve três primeiras temporadas exibidas entre 2000 e 2001, apresentadas por Zeca Camargo, com episódios que iam ao ar aos domingos, após o Fantástico. No programa, os participantes eram deixados num lugar ermo, onde participavam de provas radicais que valiam comida e outros prêmios. Ou seja, a comida era pouca e o perrengue era muito. No início do jogo, os participantes eram divididos em dois times e participavam de competições. O time perdedor tinha que participar de uma votação e eliminar um membro, que deixava o programa.

A primeira temporada foi um verdadeiro fenômeno de audiência e repercussão. Já a segunda temporada teve recepção mais morna. E a terceira temporada bateu de frente com a primeira leva de Casa dos Artistas, do SBT, o que a fez passar quase despercebida.

Houve uma tentativa de retomar o No Limite em 2009, quando foi ao ar a quarta temporada. Foi uma temporada diferente, já que a direção da Globo entendeu que, após anos de BBB, o público não aceitaria um reality no qual não pudesse votar em quem fica e quem sai. Nas edições anteriores do No Limite, o público não interagia, e eram os próprios participantes que votavam em quem devia sair. Assim, nesta quarta temporada, a competição foi ao ar em tempo real, com Zeca Camargo entrando ao vivo para que o público definisse os eliminados. Outra diferença é que este novo No Limite ia ao ar duas vezes por semana, às quintas e aos domingos.

Esta edição não chegou a ser um fiasco, mas não repetiu o mesmo sucesso da primeira. E colocar o público para escolher quem sai pareceu injusto, já que o No Limite, antes, testava o desempenho do participante. Já o público tem critérios variados, e não necessariamente vota no melhor, e sim no mais carismático. Isso não parece fazer muito sentido dentro de um reality que busca testar a sobrevivência.

Mesmo com o desempenho mediano, a Globo chegou a confirmar uma quinta temporada de No Limite em 2010. Porém, depois voltou atrás e preferiu apostar numa nova temporada de Hipertensão. Apresentado por Glenda Koslowiski, Hipertensão "juntava" No Limite com BBB, já que colocava seus competidores em provas "radicais" e grande esforço físico, mas também explorava a convivência entre eles, que dividiam uma casa. O resultado também foi mediano e o canal abandonou o formato.

É pouco provável que no novo No Limite a emissora abra mão de promover a interação do público, já que engajamento é a palavra da vez. Vamos ver como será.

André Santana

8 comentários:

  1. Eu lembro muito do hipertensão com celebridades e a Carolina dieckman num tanque cheio de contas ..Era engraçado. .Que ano foi isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miguel, se não me engano, esta era uma versão do Hipertensão que foi exibido como quadro dentro do Caldeirão do Huck. Apesar de ser o fomato do Hipertensão, acho que eles deram outro nome, mas eu não consigo me lembrar agora, rs! Vou descobrir e te falo. Mas o ano eu sei: foi em 2015!

      Excluir
  2. Estranho um programa voltar ao ar tantas vezes na Globo (será que o Se Joga vai ter tantas chances assim, rs??). Concordo com você que é estranhíssimo, pra não dizer injusto, usar votação popular para uma competição de desempenho, mas como a opinião das redes sociais hoje em dia conta muito na hora de fazer um programa...

    Não é meu estilo, mas acho que o Mion pode ir bem. O que me causa realmente dúvida é esse retorno, será que não é algo meio batido já?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, talvez o novo No Limite surfe no fator novidade. Há uma geração que não conhece o programa. Espero que dê certo, gosto do programa.

      Excluir
  3. Volto com um complemento do meu comentário, lembrando de uma data: Esse No Limite já tem 21 anos, portanto, tenho mesmo essa dúvida se vai causar tanto impacto qto causou em 2000. A Casa dos Artistas é da mesma época, e também fez sucesso. E parece que o SBT vai voltar a ter um programa no estilo (com uma chamada que consegue ainda fazer mais propaganda para o Big Brother rs...). Incrível como o SBT não pensou em voltar com algo assim antes, até pelo fato de estarmos na pandemia, para poder mexer com a programação que anda bem parada. O que acha da ideia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ja tem o largdos e pelados na band ..faz sucesso talvez o povo ainda goste..agora o sbt vai soar comp copiw trazer isdo de volta

      Excluir
    2. Pois é, pode ser que esse programa "no estilo Big Brother" seja cópia, mas eles não estão pensando em fazer uma cópia do Hoje em Dia pela manhã? Cópia por cópia, a do Big Brother parece ter mais chance de fazer sucesso né,rs...

      Eu nunca vi esse Largados e Pelados, não me parece nem um pouco verossímil, assim como esse No Limite, mas não sei se faz esse sucesso todo, ainda mais na Bandeirantes.

      Excluir
    3. Alexandre, essa nova cópia do BBB que o SBT quer fazer é um reality que confina ex-casais. Mas não acredito que saia esse ano não... o SBT tá muito acomodado.

      Excluir