sábado, 7 de julho de 2018

Agora é com quem? Indecisão de Datena prejudica domingo da Band

"Não sei se vou ou se fico,
não sei se fico ou se vou!"

José Luiz Datena é um nome forte da TV brasileira. Foi ele quem alçou o Cidade Alerta ao posto de mais visto jornal policial da televisão do país, além de ser um dos poucos apresentadores com o poder de levar sua audiência aonde quer que vá. Quando trocou a Record pela RedeTV, onde apresentou o Repórter Cidadão por um curto período, levou ao fim de tarde do canal de Amilcare Dallevo números nunca antes visto e jamais alcançados depois. Mais tarde, quando saiu da Record de novo e foi para a Band, fez do Brasil Urgente, até então apresentado por Roberto Cabrini, no programa mais importante da emissora do Morumbi.

Por conta de tais feitos, a aposta em Datena nos domingos sem futebol da Band até fazia sentido. O canal procura popularizar sua grade com programas de entretenimento baratos e que tenham retorno comercial. E Datena sempre reivindicou sua saída dos programas policiais, com a vontade de se tornar um animador de auditório. Neste contexto, surgiu Agora É com Datena, uma megamaratona de seis horas de duração aos domingos, com muito espaço e pouco conteúdo.

Deu pra ver no ar que Agora É com Datena foi um programa criado a toque de caixa. E que, a partir de sua estreia, foi se moldando no sentido de buscar um rumo. Ou seja, o programa foi sendo formatado ao vivo, no ar, diante de seus espectadores. A cada semana, Agora É com Datena ia se ajustando de acordo com os resultados apresentados. Recentemente, perdeu uma de suas seis horas, além de aumentar o conteúdo jornalístico. Tudo para buscar sua identidade em meio à tradicional guerra de domingo da TV brasileira. Enfrentando Fausto Silva, Eliana e Rodrigo Faro, Datena estava buscando descobrir quem é ele em meio a estes outros profissionais. E, claro, entender qual o seu público e o que ele espera. Os resultados, embora nada espetaculares, também não eram tão decepcionantes para os padrões da Band.

No entanto, esta fase de implantação do Agora É com Datena foi interrompida com o anúncio de José Luiz Datena de que se afastaria da TV para se lançar candidato ao Senado. A Band, então, se viu com um baita pepino nas mãos, tendo que definir o rumo do Agora É com Datena em poucos dias, em plena fase de ajustes. A solução encontrada foi dividir o programa em dois: o musical Brasil da Gente, com Netinho de Paula, das 15h às 18h; e o jornalístico Agora É Domingo, com Joel Datena, das 18h às 20h. E os resultados, como não poderia deixar de ser, não foram nada animadores.

Netinho de Paula afundou de vez as tardes de domingo da Band, ficando atrás de canais inexpressivos na audiência. O Agora É Domingo foi um pouco melhor, mas também deu menos audiência que José Luiz Datena dava. Por conta dos resultados fracos, a Band se mexeu novamente e anunciou que Brasil da Gente já foi cancelado, e que o Agora É Domingo passaria a ocupar a faixa toda, mesclando jornalismo e entretenimento, tal qual o extinto (ou não) Agora É com Datena. Ou seja, o domingo da Band anda pisando em ovos, com mudanças bruscas a cada semana, algo muito prejudicial nesta fase em que o canal ainda estava implantando um novo projeto. Passa a péssima impressão de que a emissora não sabe o que fazer. Como consolidar um público e convencer anunciantes assim?

Além disso, são muito fortes os comentários de que José Luiz Datena já teria desistido da política. E que esta anunciada versão mais longa do Agora É Domingo de amanhã (dia 08)  pode ser, na verdade, o retorno do Agora É com Datena, com seu titular voltando ao trabalho de uma vez. Dos males o menor: se Datena voltar mesmo, a Band poderá continuar o trabalho de implantação do dominical. Mas, vamos combinar? Precisava mesmo disso tudo? Essa indefinição é muito tóxica num momento em que Band ainda tem mais errado que acertado em seus ajustes na grade de programação.

Mas esse “vai não vai” de Datena não chega a ser uma novidade. Em 2002, como dito no começo deste texto, o jornalista deixou a Record rumo à RedeTV para ancorar um jornal policial que levava seu nome: Datena Repórter Cidadão. Mas o apresentador mal esquentou a cadeira e retornou à antiga casa menos de um mês depois, deixando o Repórter Cidadão nas mãos de Marcelo Rezende. Tempos depois, Datena saiu intempestivamente da Record e assinou com a Band, assumindo o Brasil Urgente. Ali ficou até 2011, quando topou convite para retornar à Record e “ressuscitar” o Cidade Alerta, que estava fora do ar. Ficou 40 dias no posto e retornou à Band. Ou seja, é Datena sendo Datena. Uma sugestão para a Band: troque o nome do programa para E Agora?. Vai fazer mais sentido.

André Santana

12 comentários:

  1. "E agora é com quem?" também poderia ser um bom nome HAHAHAHA'.
    E eu achava que era indeciso, mas pelo visto Datena é bem mais.
    Eles podiam revezar os apresentadores como o que a record fez no início do "domingo show". Eu particularmente odiei esse programa do Datena. Substituiria por filme, game e musical!

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente o domingo da Band nunca mais foi o mesmo depois do fim do Show do esporte. O Datena se ele não for candidato vai se queimar ainda mais com o público e ao mesmo tempo pode ter sua carreira queimada.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? A culpa não é do Netinho.. Estrear contra jogo de Copa do Mundo é missão ingrata....Eu, particularmente, gosto do apresentador. Poderia até dividir a grade horária com o Datena, se ele voltar... Abs, Fabio www.blogfabiotv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas ha desistiu ?vontade política não pode ser igual gripe que a pessoa desiste de repente

      Excluir
    2. Oi Fabio! Concordo contigo em partes. Não é fácil lançar-se num novo programa em tempo de Copa do Mundo. Mas Netinho tem sua parcela de culpa. Sua imagem se desgastou diante de suas polêmicas. Creio que parte do público rejeita o apresentador. Particularmente, confesso que eu nunca gostei dele como animador. Ele é desta escola do "chororô" televisivo, que eu não gosto. Abraço!

      Excluir
    3. Pois é, Miguel, e ele já desistiu de novo!

      Excluir
  4. A vergonha maior é da Bandeirantes em se sujeitar a essa situação. Mas como escrevi em outro comentário, foi interessante para os 2 lados o Datena ficar, mesmo sabendo-se que ele poderia vir a ser candidato, até porque a emissora não tem muitos produtos para colocar no lugar - ainda que a meu ver, era preferível colocar documentários do National Geographic no horário a passar um programa com Netinho...

    Em relação ao Datena, vergonha maior eu tenho de termos "políticos" desse quilate no nosso país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também preferia os documentários ao Netinho! Mas agora é com Datena de novo!rs

      Excluir
  5. Nao tem mais volta, Datena desistiu. Tenho ca pra mim que a grana falou mais alto. Como senador ele nao receberia nem 10% do que recebe na Band. E lembremos que ele tem dividas judiciais, ja que perdeu acoes judiciais pra Record. E falando em dinheiro, o prejuizo financeiro que ele causou pra Band nessas duas ultimas semanas so nao foi maior porque a emissora improvisou e pois o Netinho pra apresentar os quadros que tem patrocinios. A audiencia nao conta ne, ja que ele mal comecou o programa e saiu e teve esse vai e vem. Agora eh arrumar aos poucos, firmar no jornalismo, tirar no minimo duas horas e persistir age fidelizar algum publico. Se a Band for paciente, vai ter publico pros padroes dela hem. Nao importa se o conteudo for bom ou ruim. Mas se o programa permanecer no minimo ate o final do ano pode fidelizar alguma audiencia. Veja visto o Fofocalizando do SBT, que hoje tem uma audiencia satisfatoria e um conteudo formatado. Isso levou meses por persistencia do SS ja que no comeco era algo sem pe nem cabeca e audiencia aquem do desejado. Se a Band for paciente dara tempo pro programa ter uma cara e conseguira fidelizar alguma audiencia pros padroes da Band. Que nem eh muita, sei la uns 4 ja que hoje com Datena mal consegue chegar nos 3 e sem ele nem nos 2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Daniel, a Band tem que ser paciente, ajustar o que for necessário e aguardar os resultados. Uma audiência não se constrói do dia pra noite.

      Excluir