Ticker

6/recent/ticker-posts

Publicidade

"Um Lugar ao Sol" estreia com todos os capítulos gravados

Cauã Reymond em Um Lugar ao Sol
Foto: reprodução

Próxima novela inédita da Globo no horário das nove, Um Lugar ao Sol já está com suas gravações praticamente finalizadas. A trama de Lícia Manzo só estreia em novembro, ou seja, entrará no ar quase pronta. Só não estará totalmente pronta porque ela pode sofrer modificações na edição, além de contar com finais alternativos para manter o suspense.

Como está sendo gravada desde 2019, Um Lugar ao Sol tem sofrido com todo tipo de comentário. Há quem acredite que a Globo não está botando fé na trama e que, por isso, encurtou sua duração. A novela terá “apenas” 107 capítulos, ficando no ar por quatro meses. Um tempo realmente curto, ainda mais em se tratando de uma novela das nove.

Em meio a estes comentários, também há quem acredite que Um Lugar ao Sol tem sido preterida por ter sido aprovada na gestão de Silvio de Abreu à frente da Direção de Teledramaturgia, cargo que deixou este ano e foi substituído por José Luiz Villamarim. No entanto, particularmente, não vejo muito sentido neste tipo de comentário.

O que parece mais lógico é que a trama foi encurtada para reduzir custos, afinal, ela está sendo gravada desde 2019. Imagina o quanto o orçamento dela já não foi estourado com renovações de contrato e outros custos? Além disso, há uma estratégia de grade aí. Um Lugar ao Sol ficará no ar entre novembro e março, um período complicado de se fazer lançamentos, e servirá como “esquenta” para Pantanal, que estreará em condições melhores.

E o encurtamento deve fazer bem à novela, vide o histórico de Lícia Manzo. A autora assinou até aqui duas novelas, A Vida da Gente e Sete Vidas, e ambas foram mais curtas que o habitual. A primeira teve 137 capítulos, um pouco menos que o “padrão” de 155. Já a segunda foi ainda mais curta, com 106 capítulos. Ou seja, Um Lugar ao Sol terá a mesma duração de Sete Vidas. E quem assistiu Sete Vidas deve se lembrar que a novela terminou no momento certo. Foi uma bela trama, mas que não tinha fôlego para ir mais adiante.

Agora, pode parecer que Um Lugar ao Sol está sendo preterida pela clara confiança da Globo em Pantanal. E isso se justifica. Depois de dois anos sobrevivendo de reprises e gravando novelas a duras penas, por conta da pandemia, Pantanal representará a retomada total das atividades. Retomar com um projeto deste tamanho, ainda mais se tratando da nova versão de um clássico, tem todo um significado. Mas Um Lugar ao Sol há de ter “um lugar ao sol”. Aguardemos.

André Santana

17/09/2021

Postar um comentário

5 Comentários

  1. Ao meu ver a novela está sendo preterida sim por ter sido aprovada e concebida na era Silvio de Abreu. Conhecendo a obra da Lícia e a questão orçamentária a diminuição dos capítulos é normal o que pesa é a falta de divulgação. Os novos diretores não estão sendo profissionais, pelo contrário estão sendo infantis e egocêntricos e começo achar por essas e por outras atitudes que talvez não sejam capazes de estarem em cargos de liderança. Pantanal só poderia ser divulgada depois que Um lugar ao Sol estreasse. Aí sim caberia aquela reportagem no Fantástico e outras ações que vem sendo feitas. O telespectador que não tem contato com internet e notícias de bastidores devem estar achando que é Pantanal que irá estrear agora. É uma falta de respeito com os que estão envolvidos na produção de Um lugar ao sol. Agora é a vez de divulgarem bastante ela. Depois de um mês que estreasse e estivesse estável aí sim poderiam divulgar Pantanal com tudo. Acho um erro crasso e infantil tomara que revejam isso. Até porque como funcionários da Globo deveriam pensar é na emissora primeiro e não em quem aprovou ou deixou de aprovar a novela. Não deve ser interessante para a Globo uma novela fracassar em seu principal horário por falta de divulgação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilmar, essa história do Silvio de Abreu ser um destemperado e brigado com meio mundo na Globo é devaneio de jornalista desinformado. Isso não existe. A gestão do Silvio de Abreu foi muito bem avaliada pela Globo, e ele sempre foi respeitado por colegas e diretores do canal. Sim, ele teve algumas rusgas que se tornaram públicas, como o caso do Benedito Ruy Barbosa, mas são exceções. Além disso, a Globo é uma empresa séria. A direção do canal não ia se render a briga de egos de diretores. Muito dinheiro foi investido em Um Lugar ao Sol para que a novela fosse boicotada por conta de ego. A emissora quer esse investimento de volta, e boicotar a obra seria um boicote a si mesmo. Concordo que o canal está dando espaço demais a Pantanal, mas credito isso ao fato de Pantanal ser um projeto gigante, capaz de gerar buzz neste momento em que o canal tenta retomar sua produção contínua de dramaturgia. Talvez seja um erro estratégico. Mas não tem nada a ver com briga de egos de diretores. Isso foi um boato que surgiu da cabeça de um redator mal informado aí, e que acabou se tornando verdade. É uma bobagem.

      Excluir
  2. Em nenhum momento disse que o Silvio de Abreu era um destemperado e que tenha brigado com meio mundo. Acho ele um grande profissional. Falei é que os que o substituiram é que estariam sendo infantis ao preterirem uma novela como estão claramente fazendo com Um lugar ao sol para divulgar primeiro Pantanal que vai estrear só ano que vem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gilmar! Devo-lhe desculpas, pois me expressei mal. Eu quis dizer que há um redator por aí que gosta de pichar o Silvio de Abreu como destemperado, e que brigou com meio mundo. Daí que vieram estes boatos de que ele saiu por causa disso, ou que o atual diretor não quer nada da gestão antiga, enfim. Isso não procede. Mas não foi você quem disse, claro. Mais uma vez, me desculpe.

      Excluir
  3. Beleza, tudo bem, obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir