quarta-feira, 24 de março de 2021

Com Sabrina Sato em "A Ilha", Record dá mais espaço às mulheres em realities

A Record confirmou o nome de Sabrina Sato para a condução de A Ilha, seu novo reality show. Na nova atração, a emissora colocará famosos em uma ilha, onde passarão por provas e terão que achar um tesouro. Ou seja, uma espécie de A Fazenda, mas num cenário mais paradisíaco.

Com isso, a emissora efetiva duas mulheres no comando de importantes realities de confinamento, segmento de reality show que, no Brasil, é comumente apresentado por homens. Adriane Galisteu em Power Couple e Sabrina Sato em A Ilha parecem boas experiências, no sentido de trazer um olhar feminino diante das disputas. Considero duas boas escolhas.

Enquanto isso, A Fazenda segue sem apresentador. Depois da dispensa de Marcos Mion, nomes como Caio Castro e Bruno Gagliasso foram considerados, mas, ao que tudo indica, os dois galãs não parecem empolgados em assumir tal desafio. Recentemente, Regina Volpato deixou escapar, no Mulheres, que Celso Zucatelli estaria muito cotado para a função. 

Eu, particularmente, acredito que a Record tem em Zucatelli um “plano B”. Ou seja, caso não consiga nenhum nome de peso de fora, a emissora apostará no jornalista como solução caseira. Há quem diga que Otaviano Costa também é um nome que circula pelos corredores da Barra Funda. Aguardemos o desenrolar dos fatos.

Mas, voltando a Sabrina Sato, a confirmação do nome da japa em A Ilha deve significar também que, por enquanto, uma nova temporada de Dancing Brasil está fora de cogitação. Afinal, Sabrina era o nome mais cotado para suceder Xuxa Meneghel na competição de dança. Provavelmente, o canal desistiu do formato dada a dificuldade de fazer um concurso de dança em meio à pandemia. 

André Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário