Ticker

6/recent/ticker-posts

Publicidade

Top 10 de 2020 – Destaques positivos

Apesar da imensa dificuldade provocada pela pandemia da covid-19, a TV brasileira não jogou a toalha, buscando novas maneiras de continuar oferecendo conteúdo para o espectador. Mesmo que, em alguns setores, as reprises tornaram-se inevitáveis, em outros as soluções simples e criativas se mostraram bem-sucedidas. Neste contexto, confira a lista dos 10 acertos deste ano na telinha na opinião deste blog. Lembrando que a lista é elaborada de acordo com a opinião deste blogueiro e, portanto, sujeita a injustiças e esquecimentos. Confira!

- “Amor de Mãe”

 

A novela das nove da Globo ficou no ar por apenas três meses este ano, e se viu interrompida por conta da pandemia da covid-19. No entanto, mostrou um poder de evolução e de envolvimento impressionante ao longo de sua “primeira etapa”. A trama bem amarrada e cheia de surpresas e reviravoltas mostrou a boa mão de Manuela Dias para histórias que mesclam relações humanas e thriller. O final do “primeiro ato”, com a ascensão da vilã Thelma (Adriana Esteves), deixou um gosto de quero mais. Que venham os 23 episódios finais!

- “Totalmente Demais”

 

Em meio a inúmeras reprises de novela de 2020, a volta de Totalmente Demais se mostrou um acerto. Leve e divertida, a história de Paulo Halm e Rosane Svartman mostrou ser uma boa opção para este momento em que a realidade nos deixou tristes e cansados. O sucesso maior que sua primeira exibição apenas reafirmou as qualidades da obra.

- “Conversa com Bial”

 

Impedido de gravar nos estúdios da Globo de São Paulo, Pedro Bial levou seu talk show à sua casa, recebendo convidados por meio de videochamadas. A ideia se revelou um acerto. O jornalista arrancou boas revelações de seus convidados, mais à vontade do que nunca. E a série celebrando os 70 anos da TV rendeu grandes momentos.

- “Altas Horas”

 

Serginho Groisman fez o mesmo caminho que Pedro Bial e conseguiu reinventar seu Altas Horas, que comemorou 20 anos no ar. Sem plateia, o apresentador apostou em novos quadros, todos feitos a distância, e conseguiu manter o espírito da atração. Suas videochamadas promoveram bons encontros, trouxeram excelentes entrevistas e divertiram o espectador.

- Jornalismo

 

Num ano cheio de nuances, a informação nunca foi tão importante. Neste contexto, emissoras que apostaram em jornalismo se deram bem. A Globo ampliou o espaço de seus jornalísticos, a Band otimizou sua equipe, e a Record, mesmo com um tom mais complacente na cobertura da pandemia, também conseguiu seu lugar ao sol. Na TV paga, a GloboNews cresceu como nunca, enquanto a CNN Brasil também obteve grande destaque.

- “Big Brother Brasil 20”

 

Os reality shows acabaram se mostrando uma boa válvula de escape neste momento em que muitos tiveram que ficar em casa. O BBB20, que estava no ar quando a pandemia foi declarada, acabou se tornando a grande mania do espectador. Tanto que rende assunto até hoje, quando estamos prestes a acompanhar a estreia da edição 21.

- “A Fazenda 12”

 

A boa fase de reality shows também atingiu A Fazenda, que teve uma temporada das mais envolventes. Mesmo com a perda de fôlego da reta final, o programa comandado por Marcos Mion rendeu bons momentos e alguma diversão.

- “Sob Pressão: Plantão Covid”

 

Sem poder gravar novelas, a Globo apostou numa dramaturgia feita a partir de inúmeros protocolos de segurança, incluindo aí experiências como Diário de um Confinado e Amor e Sorte. Mas a principal série desta safra foi Sob Pressão: Plantão Covid, que, em dois episódios, trouxe os personagens da excelente série às voltas com a trágica realidade atual. Programa não só envolvente, mas necessário.

- Ana Maria Braga

A apresentadora é o grande nome da TV no ano. A loira começou 2020 tendo que enfrentar mais um câncer. Neste meio-tempo, viu seu Mais Você sair do ar por conta da pandemia. Em seguida, perdeu seu grande companheiro de cena dos últimos 23 anos, o Louro José, com o falecimento de Tom Veiga. Pois nenhuma dificuldade derrubou Ana, que mostra uma força admirável à frente de seu matinal. Mais que uma grande apresentadora, Ana Maria Braga é uma grande mulher!

- Novos canais

 

Mesmo em meio à pandemia, a TV brasileira viu nascer dois canais. Na TV paga, a CNN Brasil mexeu com o mercado e vem fazendo um trabalho interessante, embora tenha lá seus erros, como o quadro O Grande Debate, ou dar espaço a negacionistas com a desculpa de “ouvir o outro lado”. Já a TV aberta ganhou a Loading, emissora de conteúdo jovem que vem suprir uma lacuna importante. Para fãs da cultura pop, o novo canal é um prato cheio!

E para você, internauta? Quais foram os destaques positivos de 2020? Deixe sua opinião nos comentários.

No próximo sábado, 09, começa o TELE-VISÃO 2021! Não percam! Até lá!

André Santana

Postar um comentário

6 Comentários

  1. Olá, tudo bem? Faltou o Falas Negras... Aproveito a oportunidade para desejar um ótimo 2021! Abs, Fabio ps: divulguei a lista dos piores de 2020. www.blogfabiotv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabio! Bem lembrado, Falas Negras foi, sem dúvidas, um destaque de 2020. Hoje volto a visitar seu blog! Abraço!

      Excluir
  2. E pra não dizer que não falamos das flores, a adoção das lives nos programas de entrevistas não só foi um grande acerto e necessidade de reinvenção em um ano delicado, como também mostrou que esse expediente deve ser uma constante nos próximos anos, afinal a tão aguardada normalidade pós pandemia não deve voltar tão cedo e, portanto, a gente ainda vai ver boa parte das atrações nesse formato. As reprises foram necessárias, mas já estão saturando, e nesse quesito, faltou destacar o canal Viva e o Globoplay , que também se deram bem. Já a Namaria, ficou claro mais uma vez o porquê ela é guerreira: passou por tantos dissabores no decorrer de 2020, entre os quais se inclui a trágica perda do Tom Veiga que ninguém pôde prever, e continua firme e forte à frente do Mais Vc. Em tempo: saiu uma nota recentíssima afirmando que Ana Maria Braga vai deixar as manhãs da Globo, mas a apresentadora nega, e caso isso ocorra, será uma perda irreparável, pois o Mais Você já faz parte da tradição matinal de muitos telespectadores. É verdade que o programa perdeu muito com o desencarne do intérprete do Louro José, mas acredito que Ana Maria ainda pode se reinventar, embora eu também ache que sua decisão de deixar o vídeo é compreensível, afinal comandar um programa sem seu fiel escudeiro de anos é difícil, e o Louro dava um colorido especial ao Mais Vc. Agora só nos resta aguardar o futuro do Mais Você e o que será das manhãs da Globo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Paulo, a Globo não vai abrir mão de Ana Maria enquanto ela for um bom negócio. E ela ainda é, isso é inegável, Assim, ela só sairia do ar se quisesse. Mas eu acho que ela não quer, não. Rs... Creio que teremos alguns anos de Ana Maria na TV ainda. Embora eu ache que, por ter certa idade e problemas de saúde, Ana deveria ser poupada do grande desgaste que é fazer programa diário. Se eu fosse a Globo, consideraria transformar o Mais Você num belo semanal, do jeito que a Ana merece.

      Excluir
  3. Desejo pra você Andre e seus familiares, muita saúde e paz nesse ano que se inicia, que possamos ter uma vida normal novamente e possamos passar por esse momento difícil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Alexandre! Faço minhas as suas palavras! Feliz 2021, muita saúde e vacina pra gente!

      Excluir