sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Record é quem perde ao dispensar Marcos Mion

Depois de Fausto Silva deixar a Globo e surpreender todo mundo, a dispensa de Marcos Mion pela Record foi outro acontecimento que mexeu com os telemaníacos. Houve até quem enxergasse uma relação entre os fatos, e que Mion já está de malas prontas para assumir os domingos da Globo. Mas a pergunta que não quer calar é... o que tá acontecendo?

A informação oficial é que a direção da Record avaliou que A Fazenda precisa de mudanças, e que, por isso, houve a necessidade de trocar de apresentador. E que, como Mion não tinha outro projeto em vista, teve seu contrato rescindido. Balela! Marcos Mion elevou o moral de A Fazenda, e a Record até já tinha um plano comercial lançado da 13ª edição, que era estampado por Marcos Mion. 

Assim, como a explicação oficial não faz o menor sentido, é mais fácil concluir que foi mesmo alguma briga. O Notícias da TV cravou que a relação entre o apresentador e a direção da emissora azedou por conta de alguns desabafos e comportamentos de Mion. E que havia o entendimento que a Globo poderia levá-lo ao final do ano e, por isso, não fazia sentido ele estar à frente de mais uma A Fazenda para depois sair em alta rumo à concorrência.

Seja qual for o motivo, nada justifica esta manobra equivocada da Record. Marcos Mion foi o grande responsável pela sobrevida de A Fazenda. Mais do que isso, ele era o melhor apresentador do cast da emissora. Versátil, tem estofo, jogo de cintura e muita penetração entre jovens e adultos. Além disso, é um grande vendedor. O que mais uma emissora poderia querer?

Ninguém é insubstituível, verdade. Mas um apresentador com tantas qualidades, que foi capaz de deixar sua marca até mesmo num programa engessado como A Fazenda, não se encontra dando sopa por aí. Se a Record optar por uma solução caseira, Rodrigo Faro ou Geraldo Luís seriam incapazes de tal performance. Se resolver apostar num nome novo (como Caio Castro e Bruno Gagliasso, como vem sendo ventilado)... pior ainda! Entregar um programa ao vivo e cheio de imprevisibilidades como A Fazenda para um profissional inexperiente seria um tiro no pé!

Já para Mion, esta demissão deve lhe fazer bem. O apresentador era mesmo maior que A Fazenda e merecia mais espaço na TV. Ele deve ir para uma emissora que o explorará melhor. Não acredito que a Globo busca um apresentador para substituir Fausto Silva, mas acho que, para a provável vaga de Luciano Huck, o canal pode estar sim considerando opções. Marcos Mion, de longe, seria a melhor opção.

André Santana


5 comentários:

  1. Não acho necessariamente que a Globo esteja procurando especificamente o Mion para ser o apresentador do domingo, mas como ele se mostra como uma boa opção (dentro do estilo de programa popular) a algum tempo, faz com que realmente as peças se encaixem.

    Como falei no outro texto, não tenho tanta fé que o Huck se candidate, ainda mais para presidente (talvez um cargo por São Paulo antes de se aventurar no cargo máximo do país faça mais sentido, caso ele queira mesmo ser político ao invés de "ativista" nos bastidores), mas, de fato, seria uma substituição lógica.

    Sobre a Record, a falta de competência para fazer TV por lá é algo que salta aos olhos a muito tempo. Deixar sair assim o único apresentador que conseguiu fazer algo diferente da fórmula choro + sensacionalismo da emissora é realmente bizarro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, eu não acredite que a Globo queira substituir Faustão. O fim do Domingão deve ser por novos projetos e formatos, não será uma simples substituição. Já o sábado, se Huck sair mesmo, acho o Mion um nome possível. Vamos ver.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Não era o caso de demitir e sim uma boa conversa com o apresentador. Marcos Mion conseguiu dar vida ao programa, tanto que a atração foi sucesso de audiência e faturamento. Estão jogando dinheiro fora. Quanto a substitutos, não vejo dentro da emissora um substituto a altura. Apostaria em nomes como Angélica e Marcio Garcia para comandar "A Fazenda".

    ResponderExcluir