quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Record cria novo reality, adia Sabrina e joga “The Four” no lixo

"Quarta não, sexta!"
A Record finalizou 2019 avisando da renovação de seus principais reality shows. A emissora confirmou novas temporadas de Troca de Esposas, The Four, Power Couple, Top Chef, Dancing Brasil, A Fazenda e Canta Comigo. Por isso, a expectativa era a de que não haveria mudanças na linha de shows da emissora. Porém, as informações que correm neste início de 2020 é que o canal vai, sim, trazer novidades. Umas interessantes, outras nem tanto.

Hoje, 16, o Notícias da TV informou que a Record apostará num reality show novo, de formato criado por ela própria. Com o nome provisório de A Ilha do Tesouro, a atração confinará famosos numa ilha, onde passarão por diversas provas. Segundo a matéria, trata-se de uma ideia concebida por Marcelo Silva, vice-presidente artístico e de programação da Record, e que será implantada por Rodrigo Carelli, diretor do núcleo de realities da emissora. O NTV informou também que não se trata de um reality de sobrevivência, e sim uma competição com provas (ou seja, um "Big Brother na ilha"). A Ilha do Tesouro deverá ser diária, exibida no intervalo entre o final de Power Couple e o início de A Fazenda, ou seja, entre julho e setembro.

Além de um novo reality diário, a emissora também parece disposta a mudar a exibição dos realities semanais. Troca de Esposas, atualmente em reprise, terá uma nova temporada lançada em 05 de fevereiro. E ocupará as noites de quarta-feira, considerado a “faixa nobre” dos realities da Record. No ano passado, Troca de Esposas era exibida às quintas-feiras, enquanto a noite de quarta pertencia ao The Four, de Xuxa Meneghel. No entanto, neste ano, o The Four passará para as noites de sexta-feira. A estreia está marcada para 14 de fevereiro.

A mudança favorece o Troca de Esposas, um bom reality que tem bastante potencial para atrair mais público. Na quarta, ele estará mais visível, concorrerá com o futebol (algo que sempre favorece os programas de variedades) e fugirá do confronto com A Praça É Nossa, nome forte da linha de shows do SBT. Mas, ao mesmo tempo em que a mudança ajuda o programa de Ticiane Pinheiro, vai afundar o The Four. Afinal, sexta é dia de share baixo. Nada do que a Record tenta emplacar ali dá certo. A última tentativa foi o Legendários, que teve um fim melancólico ao trocar a noite de sábado pela sexta. Se o The Four não foi um estouro de audiência nem às quartas, imagine às sextas, dia de share baixo?

E como reality show pouco é bobagem, a Record vai abusar do formato até no novo programa de Sabrina Sato. O novo Domingo Show será um programa de variedades com diversos quadros, que apostarão basicamente no arroz-com-feijão dos auditórios: games, entrevistas e musicais. O carro-chefe será Made in Japan, uma mistura de game e reality no qual participantes famosos se enfrentarão em provas malucas que fazem menção à cultura japonesa. Ou seja, será mais um formato que a emissora usará para reciclar seus participantes de realities. Em tempo: previsto para fevereiro, o novo Domingo Show vai estrear em 8 de março. Ao menos apostará no entretenimento e na diversão, e não nos chororôs habituais.

André Santana

5 comentários:

  1. O maior problema dos realities da Record é o de querer apostar sempre em "famosos" no seu elenco. Talvez se apostasse em pessoas anônimas, o público se engajaria muito mais em conhecer os participantes para torcer por alguém. Sei que a emissora mira nos fã-clubes das subcelebridades, mas A Fazenda já mostra o que esse investimento pode causar: cansaço. Acho um erro essa sequência de realities diários no horário nobre. Quem tem pique (e paciência) de acompanhar esses programas como se fossem novelas?

    Outro erro é exibir The Four às sextas, dia de share baixo, como bem disse o André. Não sei não, mas acho que Xuxa logo vai se cansar dessa rotina de formatos da Record. Ela e o público, que tem demonstrado cada vez menos afeição às atrações do canal do bispo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Mister Ed! Esse monte de reality parecido, todos emendados, diários, o ano todo... Isso cansa! Já acho cansativo ter Power Couple e A Fazenda próximos, agora vai ter mais um. Arriscadíssimo, porque é sempre o mesmo programa, com uma ou outra dinâmica diferente, mas a essência é a mesma. Por isso a linha de shows da emissora não apresenta bons resultados há tempos.

      Excluir
  2. Record o canal menos valoriza seis produtos
    Sexta a noite geralmente as pessoas saem de casa , não é dia de ver competição em casa
    Com tantos reality de confinamento a emissora com certeza vai chamar sempre os mesmo ..sorvetao , Conrado ,ex fazenda ex BB ..afffff
    Acho que Sabrina ser a um tiro no pé, essa mulher só aparece falando de sexo e oi Carnaval , corpo sarado no máximo deveria ser uma repórter "engraçada "
    Infelizmente parece que pelo menos por enquanto 2020 não teremos a competente Galisteu de volta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Galisteu coitada tem programa e legal A mais não durma em canal nenhum ta na Globo ainda ?

      Excluir
    2. É isso mesmo, Caio! Com tantos realities, a emissora vai seguir abusando de usar os mesmos personagens de sempre. Sobre Sabrina, eu gosto dela. Não vejo muita novidade nesse programa novo, parece um reboot da atração anterior, então não acho que será grandes coisas. Mas eu gosto da Sabrina. Mas sim, Miguel, Adriane Galisteu é um nome que faz falta. Mas eu acho que não tem espaço pra ela na TV aberta. Gostaria que ela tentasse emplacar na TV paga.

      Excluir