sábado, 1 de agosto de 2020

Saída de "Chaves" da TV brasileira é o fim de uma era


No último mês, o Multishow anunciou o fim da exibição das séries Chaves e Chapolin, por conta do encerramento do contrato com a Televisa. Por isso, o canal fez uma despedida à altura, programando episódios pouco vistos no Brasil e saudando a importância da série. Foi uma despedida bacana, já que o Multishow tem uma relevância grande na história de Chaves no Brasil, já que foi o primeiro canal a organizar os episódios, exibi-los em ordem cronológica e resgatando vários capítulos “perdidos” e “inéditos”. Valeu!

Porém, o espectador foi pego de surpresa com a informação que não foi apenas o Multishow que perdeu os direitos de Chaves. O SBT também anunciou que a série não poderá mais ser exibida. E isso na mesma semana em que Chaves havia retornado à programação diária do canal, depois de um ano indo ao ar apenas nos finais de semana. Um imbróglio envolvendo a Televisa, produtora da série, e Roberto Gomez Fernandes, filho de Chespirito e dono da criação do pai, fez com que Chaves, Chapolin e Chespirito saíssem do ar por aqui e também fora daqui. Até mesmo o Prime Video, que tinha as séries em seu catálogo, teve que tirá-la de cena.

Goste-se ou não da série, é inegável que a criação de Chespirito é parte importante do SBT e, consequentemente, da própria TV brasileira. Chaves e Chapolin eram parte da grade da emissora desde 1984, popularizaram na década de 1990 com a exibição na hora do almoço e, desde 2000, encararam um vai-e-vem na grade que se estendeu até a última sexta-feira, 31. Nos últimos 20 anos, Chapolin voltou esporadicamente, enquanto Chaves virava diário e semanal à vontade de Silvio Santos. Neste contexto, “salvou” a faixa das 18 horas da emissora diversas vezes, além de se consolidar nas manhãs de domingo.

Neste tempo todo, a atração se tornou curinga da emissora, sempre escalado para resolver problemas de audiência. Sua mais recente volta à faixa das 14 horas foi justamente para isso, tentar alavancar o horrendo Triturando, que entra no ar logo depois. E tinha dado certo! Agora, sem Chaves, o SBT terá vários problemas para resolver.

Mauricio Stycer, em sua coluna no UOL, disse que a falta da série pode ser boa para o SBT, que se verá forçado a buscar novidades. Porém, penso que esta visão é otimista demais, apesar de ser mesmo o ideal. O SBT não é de buscar novidades: a emissora vive de seu arquivo e, recentemente, dos enlatados estranhos que Silvio Santos traz na mala a cada nova viagem aos EUA. Ou seja, não estranhem se o canal enfiar mais Alarma TV ou WWE Raw em alguns dos “buracos” deixados por Chaves.

Por exemplo, nas manhãs de sábado, o SBT exibia Clube do Chaves, faixa que reunia episódios clássicos de Chaves e Chapolin, e também esquetes tirados do programa Chespirito, com personagens menos famosos do humorista mexicano. Para tapar este buraco, a emissora escalou The Big Bang Theory (boa comédia, mas que nada tem a ver com o horário das 6h de sábado) e a nacional Patrulha Salvadora. Ou seja, o canal vai revirar seu baú em busca de “novas reprises” para substituir a reprise de Chaves.

Nas manhãs de domingo, horário em que Chaves estava consolidado e dando trabalho à Record há anos, a emissora vai exibir Triturando. Não faz muito tempo que Silvio Santos testou sua criação neste horário, e não deu certo. O programa de Chris Flores afundou o horário e prejudicou o Domingo Legal. E, durante a semana, Chaves deve ser substituído pelas séries infantis da Nickelodeon que já ocupavam a faixa anteriormente, como The Thundermans e Henry Danger. Ou seja, mais reprises.

Assim, não será a falta de Chaves que fará o SBT sair do limbo. Pelo contrário. A tendência é que o limbo fique ainda mais amplo com esta ausência. O SBT foi o canal que mais perdeu audiência com a crise da pandemia da covid-19. Agora, sem Chaves, a coisa vai ficar um pouco pior. Por isso, discordo de Stycer: a saída de Chaves não vai fazer bem ao SBT. Pelo contrário. É uma perda enorme.

André Santana

13 comentários:

  1. O fim de uma era. Acredito que há risco de muito conteúdo produzido por fãs com base nas séries sair do ar, incluindo canais no youtube que fizeram ampla pesquisa para manter a memória. Compreendo a necessidade que os direitos se mantenham com quem os detém, mas deve-se levar em consideração o legado da série para milhões de pessoas no mundo. Pessoas que cresceram com o personagem e que contribuíram para o sucesso. Simplesmente retirar o conteúdo sem que as pessoas saibam o destino da série pelo herdeiro dos diretos é no mínimo desrespeitoso.
    Lucas - www.cascudeando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O herdeiro parece que quer vender pra netflix acho ganhando mais. ..Quem diria um dia o sbt sem Chaves

      Excluir
    2. Sim Lucas, infelizmente há muita coisa envolvida nesse negócio todo. Entendo o impasse entre Grupo Chespirito e Televisa, e até vejo com bons olhos a possibilidade de novos produtos da marca, como o Notícias da TV informou que deve acontecer. Mas isso não deveria anular a série clássica, né? A Disney fez novos episódios de Mickey e cia, mas nunca escondeu os episódios clássicos. Creio que deviam buscar uma "convivência pacífica".

      Excluir
  2. De acordo com o Flávio Ricco, parece que o destino do Chaves é ser exclusivo da Netflix, o que justifica a saída também do Prime Vídeo. De fato, Chaves é um marco do SBT e, consequentemente, da TV.

    Uma observação: o SBT parece ser o canal Viva do próprio SBT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Mister Ed! O SBT parece que produziu durante quatro anos e, desde então, só recicla e reprisa suas próprias ideias. Sobre Chaves, o Notícias da TV informou que a coisa é maior. Parece que o Grupo Chespirito quer refazer a série para conquistar um público novo, já que a série clássica tem um poder maior junto ao público nostálgico. Será?

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Chaves é um patrimônio do SBT. Faz parte do DNA da emissora. Acredito que isso seja algo provisório. Um período de descanso, portanto. Chaves e sua turma merecem férias. Abs, Fabio www.blogfabiotv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito que o sbt vai ficar sem Chaves .ss vai dar um jeito..Ele tem parceria com netflix

      Excluir
    2. Oi Fabio, tudo bem? Sim, pode ser que seja provisório, até que Televisa e Grupo Chespirito entrem num acordo. Mas pode ser que não seja, viu a matéria do Notícias da TV? Eles revelaram que o Grupo Chespirito planeja refazer a série. Neste caso, a série original não volta não, infelizmente...

      Excluir
  4. Concordo com o Mister Ed, o SBT se escora tanto em programas antigos que tem essa imagem realmente de ser o Viva de si mesmo, rs...

    Sobre o Chaves parece de fato ser algo externo, não teve como contornar, mas penso como você; não acho que essa situação servirá para o canal buscar conteúdo mais moderno, vão buscar mais reprises mesmo para tapar buracos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SBT vai buscar um "novo Chaves"! Daqui uns dias voltam com Um Maluco no Pedaço e Eu, a Patroa e as Crianças, rsrs!

      Excluir
  5. Foi com muito pesar que recebi essa notícia, meu caro André, mas a verdade é que esse fim de ciclo para o nosso amado menino do barril já era sabido desde o ano passado. O porém é que na época eu acreditava que, com o fim assinalado das exibições no SBT, as exibições do Multishow estavam garantidas. E agora que veio à tona essa questão de direitos autorais por parte da Televisa, o baque foi maior do que eu imaginava :-O Ruim para os fãs e pior para o SBT, que agora tem a dura missão de arrumar um outro curinga para salvar a programação do baixo ibope, haja vista a péssima audiência do Triturando e os programas de gosto duvidoso. Conforme li nas colunas de TV, o SBT vai apostar em séries como The Big Bang Theory e Patrulha Salvadora, além de um programa à la Alarma TV nas madrugadas, num dos horários que o Chaves ocupava. Pode até dar uma audiência, mas não acredito que tenha o mesmo efeito de quando o Chaves estava no ar - lembra da bordoada que a série deu no Mais Você? E como não sou muito fã de Big Bang Theory, então eu não boto fé que o substituto do Chaves vai assustar a concorrência...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E uma das poucas coisas marcantes que geram Então o pro sbt sobram so as novelas mexicanas agora e o próprio ss

      Excluir
    2. Big Bang nem pode ser considerado substituto do Chaves, né? Vai ao ar às seis horas da manhã de sábado, rsrs! Enfim, vai fazer falta.

      Excluir