sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Oficial: "Legendários" chega ao fim

A Record confirmou na última quarta-feira, 29, o fim do Legendários, programa que Marcos Mion comanda no canal desde 2010. Na corda bamba há algum tempo, a atração não sobreviveu à mudança em seu dia de exibição, que passou dos sábados para as sextas-feiras em 2017. Marcos Mion seguirá na emissora, no comando de A Casa e capitaneando projetos para outras plataformas.

É uma pena. Legendários, após estrear de um jeito estranho, com uma proposta que misturava Pânico com CQC, entrou nos trilhos quando deixou de lado o engajamento no “humor do bem” (seja lá o que isso significava) e se tornou um programa de auditório descompromissado. Mion revelou-se um belo animador, apostando em besteirol e games no palco. Legendários, assim, tornou-se uma espécie de versão moderna do Viva a Noite e se deu muito bem. Não há dúvidas de que o sucesso da atração encorajou a Globo a antecipar o Altas Horas e o SBT a investir nas noites de sábado.

Mas, segundo fontes diversas, o programa não ia bem de faturamento. Com a estreia do Programa da Sabrina, que o antecedia nas noites de sábado, os dois programas passaram a disputar os mesmos anunciantes, e o programa da “japa” saía ganhando na disputa. Com isso, a Record optou por mudar o Legendários para as noites de sexta, na intenção de melhorar os ganhos. Mas a mudança não fez bem para a audiência da atração, que caiu. Por isso, a emissora acabou optando pelo cancelamento.

Agora, caberá a Marcos Mion o mesmo destino de Xuxa Meneghel. A apresentadora perdeu o programa que levava o seu nome e passou a comandar um formato pronto, o Dancing Brasil, que foi mais bem avaliado e garantiu a sobrevivência da loira na grade da emissora. Agora, Mion será visto em A Casa, um reality pavoroso, mas que ele apresentou muito bem. Aliás, se a Record fosse mais esperta, investiria em Mion para A Fazenda, já que Roberto Justus, definitivamente, não deu certo ali.

Assim, como o TELE-VISÃO repercutiu tempos atrás, a Record está mesmo transformando seus animadores em apresentadores de formato. Xuxa e Mion já se enquadraram, e Gugu e Sabrina Sato podem ser os próximos. Foi noticiado recentemente que a Gugu foi oferecido o Power Couple, mas o apresentador teria recusado. Ou seja, a Record está mesmo buscando um formato pronto para o apresentador, que pode ser o próximo a perder o programa que leva seu nome. Quanto à Sabrina Sato, seu Programa da Sabrina deve sobreviver, mas também busca novos formatos. Pelo jeito, apenas Geraldo Luís e Rodrigo Faro terão programas próprios no canal em 2018.

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

5 comentários:

  1. 2018 sem Pânico e Legendários...
    Os programas que eram para ter humor estão acabando heim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se esqueça que o CQC também acabou, aliás o gênero programa de humor também está sendo extinto sobrando o jurássico A Praça é Nossa e o Zorra, o único que presta é o Tá no Ar.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Sentirei saudades do quadro Vale a pena Ver Direito sobre A Fazenda. Rs.... A Record quis propositalmente queimar o Legendários na troca para a sexta-feira.... Não entendo o motivo disso.... Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só programa e melhor que o da Sabrina um dos poucos sem histórias tristes

      Excluir
  3. Pena acredito que se o programa voltasse aos sábados seria vice liderança , interessante que nem tentaremos ao menos ,muito estranho isso ,mais tv eh com diz uma atriz da Tieta : misterios kkkk
    Mion grande comunicador que apareceu na tv aberta nos últimos anos
    O único programa de auditório da barra funda que não explora sensionalismo ,uma pena !
    Vai deixar saudade !
    Acho engraçado Record e SBT não terem programa de auditório na faixa das 23 horas ,público pra isso já se comprovou que tem ,enquanto isso a líder se torna mais líder com o ótimo Altas horas que eu espero que não saia da grade tão cedo TB

    ResponderExcluir