quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Globo planeja (de novo) remake de "Pantanal"


Há informações na TV que são cíclicas. De tempos em tempos, sai uma informação, que depois não acontece. Mas logo ela volta, mas aí é adiada… e a coisa vai passando. Tipo o retorno de Aqui Agora ou das novelas adultas no SBT, ou o remake de Pantanal na Globo. Há uns 15 anos, a emissora planejava refazer a obra da Manchete. Uma novela chamada Amor Pantaneiro, nos mesmos moldes, foi cogitada. Depois foi retomada, mas o SBT reprisou Pantanal, e aí foi esquecida de novo.

Eis que o projeto voltou ao radar da Globo. De acordo com Patrícia Kogut, de O Globo, nesta quarta-feira, 02, deve acontecer uma reunião entre Benedito Ruy Barbosa e uma equipe da Globo para tratar do projeto. Segundo a colunista, a ideia é manter a trama original, apenas atualizando o enredo. Benedito atuará como supervisor, enquanto o texto será entregue a Bruno Luperi, seu neto. Para tocar o projeto, Bruno e Edmara Barbosa devem paralisar os trabalhos de Arroz de Palma, a novela das seis que nunca sai da fila das “próximas”.

Kogut disse ainda que Benedito tem uma atriz dos sonhos para viver a nova Juma Marruá. Mas, por enquanto, ele não revela qual é. Enquanto isso, os espectadores já estão em polvorosa, indicando nomes de atrizes para viver o papel que consagrou Cristiana Oliveira. Quem será a nova Juma?

Ainda não se sabe ao certo em que momento esta nova Pantanal será produzida. Mas Duh Secco, colunista do RD1, informou esta semana que há a possibilidade de o projeto “furar a fila” das novelas das nove. Neste caso, Pantanal seria a substituta de Um Lugar ao Sol, trama de Lícia Manzo que entrará após Amor de Mãe, no ano que vem. Se confirmarem a mudança, as próximas novelas de João Emanuel Carneiro e Gloria Perez seriam empurradas para mais tarde. 

Este contexto lembra muito o da ocasião da produção de Velho Chico, última novela de Benedito, Bruno e Edmara Barbosa. A trama era um antigo projeto da família Barbosa, mas estava engavetada havia uns anos. Mas, em 2015, os baixos desempenho de Babilônia e A Regra do Jogo fizeram com que a direção da Globo buscasse um respiro de novelas urbanas, desengavetando a história rural. Com isso, Velho Chico furou a fila e empurrou A Lei do Amor, que originalmente substituiria A Regra do Jogo, para depois.

Será que agora vai acontecer o mesmo? E, principalmente: uma trama como Pantanal será bem recebida hoje em dia? A novela original é um clássico incontestável, mas tem um ritmo devagar quase parando, além de ter enfrentado uma bela de uma barriga, algo bastante comum nas obras de Benedito Ruy Barbosa. Que mudanças serão propostas para que a novela dialogue com o público de hoje, mas sem perder sua essência? É um baita desafio.

André Santana

22 comentários:

  1. Velho Chico ja foi feita nesses tempos e era bem lenta contemplativa e ainda teve a tragédia com Domingos mobtagner..não achava a novela ruim mas não foi im grande sucesso pra Globo apostar nesse estilo de novo não sei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O erro de Velho Chico foi a escolha de tom da direção, Se tivesse focado num tom mais "Rei do Gado" e menos "Hoje é dia de Maria" acredito que teria dado certo.

      Excluir
    2. Aquele embate político entre coronelismo e as famílias rivais eram bons. A personagem Luzia também. .o que estragava e a lentidão da trama quando mudou de fase e o Fagundes repetindo Bruno mezenga de peruca. .so a cena final dele racando ela

      Excluir
    3. Miguel e Mateus, concordo com vocês dois! Acho Velho Chico uma boa novela. Achei o texto equivocado no início da segunda fase, quando era tomado por diálogos didáticos sobre mangas envenenadas. Mas, quando o roteiro passou a apostar no romance dos protagonistas e na luta política, a trama cresceu muito e ficou irresistível. Eu gostei muito da opção pela direção artística, mas entendo que ela pode ter feito o público estranhar e fugir. Se fosse uma direção mais "tradicional", creio que a novela teria registrado números melhores. Mas é uma novela que eu gosto! E sobre Pantanal, até acredito no potencial da história e na volta da trama rural ao horário nobre da Globo, pode ser um respiro interessante. Mas será preciso uma boa adaptação.

      Excluir
    4. Sim aquela parte das lendas do São Francisco luta de classes e a mãe esperando o barco muito marcantes aliás a atriz fez a velhinha de forma magistral mesmo senso nova ..Globo perdeu grande atriz

      Excluir
  2. EDUARDO MOSCOVIS como José Leôncio e velho do rio
    Dirá Paes como filó

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dira Paes de Filó parece muito bom! Mas não consigo ainda escalar um "substituto" pro Claudio Marzo! Vou pensar...

      Excluir
  3. Acho uma excelente idéia,mas tem que ir ao ar na faixa das nove ,tem que ter um bom diretor,uma boa redução do número de capítulos e o elenco tem que ser escolhido a dedo.

    ResponderExcluir
  4. Espero que não chamem o Marcos Palmeira para interpretar o José Leôncio, tem poucas opções de bons atores na faixa dos 50 anos, acho que boas opções seriam Eduardo Moscovis, Marco Ricca, Leopoldo Pacheco
    Acho que a Globo deveria contratar o Fernando Pavão um bom nome da Record e versátil.

    ResponderExcluir
  5. Ainda mantenho a minha teoria de que a ideia da Globo é confinar o elenco numa fazenda e gravar toda a obra diminuindo riscos de possíveis contaminações. Não se sabe como vai ser o ano que vem. Assim, daria tempo para organizar tudo e estrear com calma, mesmo que a pandemia se prolongue.
    Lucas - www.cascudeando.com

    ResponderExcluir
  6. O diretor de Velho Chico não está mais na Globo, qual diretor trabalharia com a família Barbosa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Globo tem um baita time de novos diretores que daria conta do recado! E vale lembrar que Rogério Gomes e Pedro Vasconcelos dirigiram o remake de Paraíso, e funcionou muito bem!

      Excluir
    2. Esse rogerio apareceu no fantástico

      Excluir
  7. Andre, li que o Benedito quer o Ricardo Waddington pra dirigir a novela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, eu entendi que o projeto está sendo emplacado via Waddington, que é diretor de produção da Globo, e não via Silvio de Abreu, diretor de dramaturgia. Com certeza, tem a ver com a rusga entre Benedito e Silvio, que foi exposta em Velho Chico. Mas Waddington não volta a dirigir novelas, ele tem um cargo bem mais alto hoje, né? Pelo que li, a direção será de Rogério Gomes mesmo, e eu acho uma decisão muito acertada. As novelas das seis Benedito/Gomes são muito boas!

      Excluir
  8. Acredito que o remake tenha pontecial e gostaria que Xica Da Silva e A Próxima Vítima da Globo tbm tivessem adaptações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria rever Xica da Silva e A Próxima Vítima, as versões originais, hehe! Adoro!

      Excluir
  9. Da manchete poderiam fazer remakes de Dona Beija e Xica da Silva também

    ResponderExcluir