terça-feira, 8 de maio de 2018

História da TV: antes do "Estrelas", Angélica teve dois projetos engavetados na Globo

"Daqui uns dias eu volto a
mostrar meu angelical touch"
Há pouco mais de uma semana, foi ao ar o último Estrelas, o mais longevo programa da já também longeva carreira de Angélica na TV. Depois de 12 anos no ar, o programa de entrevistas exibido nas tardes de sábado abre espaço para novos projetos da Globo. Enquanto isso, Angélica aguarda seu destino no canal que, até segunda ordem, está nas mãos do diretor de gênero Ricardo Waddington. Há muitos boatos sobre uma nova atração, mas nada está confirmado até agora.

Estrelas foi uma antiga reivindicação de Angélica, que sonhava com um programa de temática adulta após sua saída da programação infantil. E demorou para sair. Foi em 2001, quando seu infantil Bambuluá ia mal das pernas, que a apresentadora resolveu tomar as rédeas de sua carreira e lutar por um programa para adolescentes. Na época, infeliz no infantil, a apresentadora pediu para deixar a atração e bateu o pé por um programa novo. A Globo, por outro lado, a queria substituindo Miguel Falabella no comando do Vídeo Show e participando de novelas. Sua presença em Um Anjo Caiu do Céu, quando viveu a “anjinha” Angelina, foi muito bem avaliada pela direção da emissora.

Mas Angélica não queria o Vídeo Show, e nem se tornar atriz de novelas. Foi aí que começou a receber propostas para mudar de canal. Quando declarações de sua infelicidade saíam na imprensa, seu telefone tocava. Márcia Marbá, sua irmã e que tocava seus negócios na época, declarou à revista Minha Novela que Angélica havia recebido uma proposta da Band, acenando a ela seu tão sonhado programa para adolescentes.

Neste contexto, a direção da Globo deu sinal verde quando Angélica solicitou a formatação de uma nova atração para o diretor de núcleo Jayme Monjardim. Parceiros dos tempos de Manchete, os dois fizeram juntos o Milk Shake, primeiro programa adolescente de Angélica. Monjardim, então, propôs um programa que misturasse dramaturgia e viagens, que seria exibido nas tardes de sábado, logo depois do Caldeirão do Huck (na época, a atração de Huck ia ao ar das 14h30 às 16h). No entanto, segundo matéria da revista IstoÉ Gente de junho de 2001, o projeto de Monjardim acabou vetado pela Globo. Assim, Angélica recorreu a Boninho, que idealizou dois projetos e teve um deles aprovado: um programa de variedades que misturaria jogos, entrevistas, temas sociais e musicais. Mas o projeto acabou adiado sem maiores explicações.

O que veio mesmo foi o convite para comandar o Vídeo Game, um novo quadro do Vídeo Show. Projeto que passou às mãos de Susana Werner, Miguel Falabella e até Ivete Sangalo, a nova atração foi entregue à Angélica, que assinou uma extensão de contrato com a Globo de apenas três meses para avaliar se ia gostar da nova missão. Ou seja, a loira recusou o comando do Vídeo Show, mas acabou indo parar no vespertino, num formato que tinha mais a sua cara, um game de auditório. Feliz no formato, Angélica assinou novo acordo com a Globo e permaneceu na emissora, sendo convidada também para apresentar o reality show musical Fama. Foram quatro temporadas, exibidas entre 2002 e 2005, e que culminaram com novo adiamento de seu projeto solo. Ainda em 2005, sinalizou-se que a atração finalmente sairia da gaveta, mas a gravidez da apresentadora fez com que os planos fossem novamente alterados.

Em 2006, o projeto finalmente saiu, mas foi completamente reformulado. Ao invés de uma atração de variedades, Boninho formatou um talk show cuja proposta era ser uma espécie de “Caras eletrônica”. Nascia o Estrelas. Agora, com a atração fora do ar, Angélica está novamente em compasso de espera. O que será que aguarda a loirinha que cresceu em frente às câmeras de TV?

André Santana

4 comentários:

  1. Não estou botando muita fé neste projeto diário. Mas torço pra que ela retorne em breve, gosto muito da Angélica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Adrian! Este projeto diário ainda não me convenceu, mas torço pra que ela volte num bom produto!

      Excluir
  2. Esta meio misterioso esse projeto ,nenhuma movimentação nos bastidores !
    Gosto demais da Angélica ,ficaria muito triste se a rede globo não desse uma oportunidade a sua altura e competência
    Angélica precisa ser firme e lutar dentro da emissora por um espaço na qual é merecedora
    Angélica tem um perfil perfeito para uma atração diaria nas tardes na rede globo ,pois é querida por jovens ,adultos e senhoras isso não e pra qualquer apresentadora não !
    Boa sorte Angelica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço minhas as suas palavras! Ela merece um bom projeto!

      Excluir