sábado, 11 de março de 2017

SBT acerta com "Fábrica de Casamentos"

No último sábado, 04, o SBT deu início às estreias das suas novidades para a grade de sábado em 2017. Já que Celso Portiolli perdeu sem ter ganhado seu novo programa vespertino, as novidades ficaram concentradas na faixa noturna, com as estreias de Operação Mesquita e Fábrica de Casamentos, além da nova temporada do game/reality Duelo de Mães. As novidades serviram para dar um novo molho na programação do último dia da semana na emissora.

Exibido logo após o Programa Raul Gil, Operação Mesquita traz Otávio Mesquita num horário mais visível, após anos e anos instalado nas madrugadas. O novo programa traz o velho Mesquita com suas gracinhas que dão vergonha alheia, mas acerta ao colocá-lo num formato diferente. Ao invés das matérias curiosas que fizeram sua fama em atrações como Perfil, A Noite É uma Criança, Claquete e Okay Pessoal!!, desta vez Otávio oferece um programa de entrevistas protagonizado por famosos e anônimos. Na estreia, seu principal bate-papo foi com Danilo Gentili, que rendeu passagens bem interessantes.

Este quadro do Operação Mesquita lembra bastante o Estrelas, de Angélica. Enquanto a loira da Globo passeia com celebridades em seu carro pelas ruas e pontos diversos do Rio de Janeiro, Mesquita faz das ruas de São Paulo o seu cenário e passeia com seu convidado de moto. No encontro com Gentili, Otávio o levou para uma loja de produtos geek, ressaltando este lado do apresentador, e também o levou para a escola onde estudou em Santo André, explorando momentos de sua juventude. Até mesmo a mãe de Danilo apareceu, enquanto Otávio e o convidado comiam batatas preparadas por ela. Apesar do jeito meio mala de Otávio, Operação Mesquita fez uma boa estreia. Um programa diferente nos sábados do SBT.

Mas a principal estreia do dia foi mesmo Fábrica de Casamentos, o novo reality show da emissora. Apresentado por Chris Flores e Carlos Bertolazzi, a nova atração tem como objetivo realizar uma festa de casamento em sete dias. E o primeiro episódio divertiu. Trouxe um casal que dança tango, muito simpático e trazendo algumas ideias um tanto inusitadas para a equipe do programa. E, assim, o episódio explorou a correria da equipe, que cortou um dobrado para atender todos os pedidos do casal, além de correr contra o tempo para fazer tudo em sete dias.

Fábrica de Casamentos, assim, lembrou bastante o Corre e Costura, reality com Alexandre Herchcovitch no qual o estilista corria contra o tempo para preparar um modelito adequado a um participante. A lembrança está no fato de a atração explorar mais a equipe que organiza o casamento do que o casal em si. Em Corre e Costura, era Alexandre o protagonista, e o participante era o elemento que o tirava do eixo. Já em Fábrica de Casamentos, o casal serve para lançar o desafio, enquanto a equipe comandada por Carlos e Chris deve se virar para tentar transformar seus sonhos em realidade.

Chris Flores e Carlos Bertolazzi funcionam bem juntos. Chris é ótima, como sempre, e está cada vez mais desenvolta diante das câmeras. E Carlos despe a capa de mal humorado que ostentava no Hell's Kitchen e surge bem mais natural nesta nova atração. Melhorou muito. E toda a equipe que os acompanha é formada por personagens interessantes. Na estreia, destacou-se a cerimonialista Elisa Tavares, que deu vários chiliques ao longo do programa, sempre que algo não a agradava. Houve algumas situações claramente fakes, no intuito de aumentar a tensão, como a aventura de Beca Milano para arrumar um adaptador capaz de fazer ligar o motor que fazia os novinhos do bolo girarem. Mas nada que comprometesse a atração como um todo.

Fábrica de Casamentos é um formato original do SBT, o que dá um alívio diante de tantos formatos comprados. E, claro, aproveita do know-how desenvolvido na produção de outros realities para explorar o desenvolvimento do “roteiro”, como os depoimentos que costuram o programa, ou as situações que seguem a fórmula da apresentação, clímax e final feliz. E, no caso de Fábrica de Casamentos, o final feliz deve sempre emocionar, afinal, terminará sempre numa festa de casamento. Outro trunfo é variar a temática dos realities da noite de sábado do SBT que, no ano passado, foi formada apenas por realities de culinária. Ou seja, Fábrica de Casamentos foi uma boa ideia do SBT e é uma boa opção para espectador no sábado à noite.

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

6 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Eu assisti e prefiro acompanhar mais uma edição para comentar no meu blog. Aos poucos, volto ao meu ritmo normal. Sábado passado, estava internado no hospital. Enfim... Mas assisti no quarto. Gostei do Hugo no programa. Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabio! Nossa, não sabia que estava doente! O que aconteceu? Espero que já esteja melhor! Sobre o programa, achei bem divertido! Abraço e melhoras!

      Excluir
  2. Gostei muito do programa!

    ResponderExcluir
  3. Acho legal a atenção que tem se dado as noites de sábado em especial ao SBT ,pois Sabrina nem de longe de uma comunicadora ,pra mim eh uma musa divertida !
    Otávio mesquita é sem graça demais !
    Precisa ter um novo programa de auditório nas noite de sábado na faixa das 22 ,Legendários deixou um público órfão que não curte ver filme nesse dia ,enquanto isso a rede globo reina sozinha como o ótimo Altas horas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O SBT não foi esperto ao cancelar o Sabadão num momento em que o programa ia bem, e, de quebra, perderia a concorrência com o Legendários. Vamos ver como o novo Show do Milhão se sairá no horário.

      Excluir