sábado, 14 de janeiro de 2017

Férias na TV: Record faz testes, enquanto SBT "enlouquece"

Foi-se o tempo em que férias na TV era sinônimo de reprises e enlatados aos baldes. Não que eles não existam, mas o espaço para repetecos diminuiu consideravelmente. As principais emissoras abertas costumam aproveitar o período em que muitas de suas produções descansam para buscar coisas novas e fazer testes. A Globo já faz isso há anos, com minisséries, atrações de temporada e o famigerado Big Brother Brasil. Agora, o sistema das férias atingiu também os programas de entretenimento diários. Mais Você e Encontro com Fátima Bernardes seguem ao vivo, mesmo com as férias das titulares: Cissa Guimarães faz as vezes de Ana Maria Braga, enquanto Ana Furtado se junta ao elenco do Encontro. E Record e SBT também entraram nesta onda, cada qual ao seu modo.

Nos últimos anos, a Record passou a beber da cartilha da Globo e aproveita as férias de seus programas da linha de shows para oferecer novos produtos de sua teledramaturgia. No ano passado, o canal exibiu a segunda temporada de Conselho Tutelar, em cinco capítulos. Já neste início de 2017, a aposta foi na série de aventura Sem Volta, com 13 episódios. A atração traz uma boa ideia e injeta alguma novidade na emissora. Mas ainda sofre com o vício da telenovela, sobretudo nos closes exagerados e na trilha sonora incessante. Por isso mesmo, tem desempenho mediano no Ibope, deixando a Record em terceiro lugar. Mas é uma boa experiência no formato, o que é sempre válido.

Na grade diária, a Record também aposta em apresentador substituto. Aliás, o canal já fazia isso antes da Globo. Desde que o Hoje Em Dia estreou, o matinal tem seus apresentadores substitutos que cobrem as férias dos titulares. Neste início de 2017, a direção da emissora resolveu aproveitar as férias de César Filho para testar o ator Sérgio Marone, que há tempos vem pedindo uma chance de se tornar um apresentador. Entretanto, até aqui, o ator mostra que não tem lá muito traquejo para a coisa. Se no especial de fim de ano Família Record ele acabou “engolido” por Camila Rodrigues, muito mais à vontade que ele na função, no Hoje Em Dia Marone surge totalmente robótico. Mas a culpa não é toda dele. Foi um erro da emissora escalar um ator que almeja ser apresentador para um programa no qual sua principal função é chamar notícias. Um jornalista ou repórter da casa faria isso muito melhor que Marone.

Enquanto isso, no SBT, reprises ainda podem ser vistas, como no Programa do Ratinho, por exemplo. Um erro. Melhor seria se a atração tivesse deixado episódios de gaveta. Mas o canal também recorreu a apresentadores substitutos, no matinal Bom Dia e Cia. Matheus Ueta e Ana Julia cobrem as férias de Silvia Abravanel (e com muito mais competência que ela, diga-se). A atração infantil ganha força no período de férias escolares, afinal, o SBT é a única grande rede a manter uma programação para crianças na faixa matinal. E também serve de alavanca para a principal “novidade” da emissora nestas férias, o Clube do Chaves. Entrando na vaga do malfadado Fofocando, a atração que “requenta” episódios clássicos de Chaves e Chapolin, e de vez em quando apresenta esquetes de outros personagens de Roberto Gomez Bolaños, já dobrou a audiência da emissora no horário, chegando a encostar na Record e seu “inabalável” Balanço Geral.

No entanto, Clube do Chaves estreou em meio a momentos de pura instabilidade no SBT. Silvio Santos, mesmo em férias nos EUA, não se cansa de enviar ordens de mudanças na grade a todo o momento. Logo na última semana do ano, a emissora tratou de anunciar a extinção de seu mais antigo noticiário, o Jornal do SBT, exibido após o The Noite. Também tratou de extinguir o Primeiro Impacto, jornal exibido pelas manhãs. Os dois foram “absorvidos” pelo SBT Notícias, que ganhou mais tempo de exibição na madrugada toda, começando após o programa de Danilo Gentili, e sendo encerrado às 8h do dia seguinte, entregando para o… Fofocando! Sim, a atração de fofocas criada a toque de caixa para tentar conter o Balanço Geral acabou perdendo meia hora e se escondeu no início da manhã, onde segue com dificuldades para emplacar. Deve ser extinto em breve.

Como se não bastasse todas estas “novidades” em plenas férias, o SBT dá sinais de que esta inquietude toda está longe do fim. No começo desta semana, a emissora anunciou que o Primeiro Impacto, com apresentação do adolescente Dudu Camargo, voltaria ao ar nesta quarta-feira, dia 11, das 13h45 às 14h45, extinguindo o Clube do Chaves. No entanto, pouco tempo depois, o canal voltou atrás e avisou que a estreia do Primeiro Impacto estava cancelada, e que uma nova data seria anunciada mais adiante. Segundo diversos sites de notícia, Silvio Santos teria visto o piloto feito às pressas de sua nova ideia e não teria gostado, vetando a estreia e mantendo, por enquanto, o Clube do Chaves no ar.

O que se percebe com esta história toda é que a liderança do Balanço Geral SP da Record na hora do almoço está tirando o sono de Silvio Santos. O Fofocando já foi criado às pressas na tentativa de conter o quadro A Hora da Venenosa, de fofocas, que encerra o noticiário da Record. Não deu certo (claro!), e acabou jogado para as manhãs. Clube do Chaves entrou no ar e fez a audiência subir, mas, ao que tudo indica, Silvio Santos não vai sossegar enquanto não encontrar um produto semelhante capaz de fazer frente ao programa da Record. Este novo Primeiro Impacto que ele ainda pretende lançar nada mais seria que uma resposta ao Balanço Geral, com um apresentador “engraçadinho”, notícias populares e até um quadro de fofocas, com o colunista Léo Dias no papel que Fabíola Reipert exerce na Record. O site Notícias da TV, inclusive, noticiou nesta semana que Silvio Santos teria sondado quanto ganham e que acordo teriam Reinaldo Gottino, Renato Lombardi e Fabíola Reipert, o trio do Balanço Geral, na emissora concorrente.

O problema aqui é que Silvio Santos parece ter perdido de vista o fato de que o SBT sempre se dá melhor quando oferece uma contra programação. Tentar vencer a Record com as mesmas armas nunca deu certo, e não vai ser agora que vai funcionar. O sucesso do Clube do Chaves é uma prova disso: enquanto a concorrente oferece notícias e tragédias, o SBT ataca no entretenimento puro e encontra boa resposta de seu público. Além disso, quando tenta usar das mesmas armas, o SBT acaba usando errado. O Fofocando já se deu mal por isso. Este novo Primeiro Impacto pretende imitar o Balanço Geral, mas sem a força deste último. Afinal, a estrutura do jornalismo da Record é muito maior do que a do SBT, e fatalmente a atração de Silvio Santos sobreviveria de material de outros jornais. Além disso, Dudu Camargo é apenas um jovem começando, sem a mesma tarimba de Reinaldo Gottino. E se acontecer uma grande cobertura ao vivo no horário, Dudu dará conta de segurar o rojão? Gottino, sabemos que sim. Ou seja, este novo Primeiro Impacto seria um “primo pobre” do Balanço Geral.

Como se vê, 2017 começou agitado na televisão brasileira. Aguardemos os próximos capítulos!

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

12 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Agora o sistema de comentários parece do blogger. Realmente colocar Dudu para enfrentar o Gottino é de uma extrema burrice. Daria menos que o Fofocando... Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabio, bem-vindo ao novo TELE-VISÃO! Sim, o sistema que estou usando agora é o do Blogger. Que é ótimo, com muito mais recursos! E concordo com você, acho que um Primeiro Impacto à tarde levaria o SBT ao mesmo 1 ponto que o Olha Você alcançava em sua fase final. Abraço!

      Excluir
  2. Quando o SBT parecia engrenar eis que Silvio Santos dá uma maluquice e bagunça tudo, assim não dá pro canal crescer. Esse Dudu Camargo ainda tem que comer muito arroz e feijão pra encarar o Gottino e o Fofocando está à conta gotas e não demorará muito pra sair do ar e se sair do ar o Leão e a Mamma voltam pra Gazeta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A bagunça do SBT parece que é cíclica, a cada dez anos, hehe! Lembra da "arrancada da vitória"? Foi em 2007, um ano crítico para a emissora. Depois, o SBT só ensaiou se recuperar a partir de 2008, com a reprise de Pantanal, e começou a fixar uma grade lá pelos idos de 2010, quando ficou mais estável. Estabilidade que, pelo visto, já caiu por terra.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Migo, que bom te ver por aqui! Obrigado por ser um dos maiores incentivadores das mudanças no TELE-VISÃO. Tem um toque seu aqui! Abração!

      Excluir
  4. Silvio Santos eh o maior apresentador e animador de todos os tempos da televisao brasileira e ninguem vai tirar esse titulo dele. Mas reprovo com veemencia o comportamento do empresario dono do SBT Silvio Santos. Ele fica brincando irresponsavelmente de fazer televisao, age impulsivamente, a torto e direito, algumas ele acerta outros erra. Nao liga a minima pro jornalismo, pra ele eh um produto qualquer. Esse garoto na frente de um jornalistico eh um tapa na cara pra quem quer fazer um jornalismo com J maiulculo com seriedade e responsabilidade. Tambem eh um desrespeito ao seu fiel telespectador, ja que vive mudando de horario, tirando e pondo programas se aviso previo, cancela seriados sem ao menos o telespectador ver o seu final. Telespectador esse, que alem de fiel , tem todo um carinho pela emissora, que mesmo sendo a emissora que menos investe em conteudo proprio , boa parte eh feita por enlatados sejam desenhos, sejam novelas latinas, eh a emissora , junto com a Record, que disputa a vice lideranca na audiencia. Por esse telespectador fiel, Silvio Santos deveria ter mais respeito e agir como empresario serio, e nao ficar brincando de televisao. Ja o jornalismo, ah o jornalismo eh so um detalhe pra ele, o jornalismo vai pro mesmo saco que o homem do saco carrega e coincidentemente eh o ancora de um telejornal. Bom se nao tiver Dudu, entao coloca duas mulheres exaltando as pernas nao eh ? O Jornal das pernas.
    O SBT eh uma otima emissora, tem o Ratinho, que nao curto mas o considero o sucessor do Silvio Santos no quesito comunicador, tem profissionais do gabarito de uma Eliana, Celso Portiolli, mesmo no jornalismo tem gente seria como Kennedy Alencar e Roberto Cabrini. O telespectador da emissora e seus grandes profissionais mereciam mais do dono Silvio Santos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. O sbt parece emissora qque estreou ontem.âncora não é si quem me notícias ou onita alguém..precisa ter personalidade..e trocando se programa como quem troca dde roupa fica difícil a liderança ..pois não há fidelidade com o público..imagina cancelar uma novela no meio...mesmo que seja baixa audiência alguém assiste e não voltará a acompanhar outra trama pela falta de respeito. .a salvação deles são os desenhos seriados chaves e novelas mexicanas

      Excluir
    2. Concordo. O sbt parece emissora qque estreou ontem.âncora não é si quem me notícias ou onita alguém..precisa ter personalidade..e trocando se programa como quem troca dde roupa fica difícil a liderança ..pois não há fidelidade com o público..imagina cancelar uma novela no meio...mesmo que seja baixa audiência alguém assiste e não voltará a acompanhar outra trama pela falta de respeito. .a salvação deles são os desenhos seriados chaves e novelas mexicanas

      Excluir
    3. Concordo com vocês! Aliás, a instabilidade sempre foi uma marca do SBT. O problema é que, agora, essas coisas começaram a acontecer logo depois de um período de calmaria que fez o SBT crescer de novo. Estão jogando ladeira abaixo os resultados de uma reorganização que tinha dado muito certo. É uma pena!

      Excluir
  5. Sobre o Ratinho, acho que não erraram ele está bombando com as reprises.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, em termos de audiência, tanto Ratinho quanto Eliana estão se dando bem com reprises. Mas, para o público, reprise nunca é legal.

      Excluir