sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Com Geraldo Luís, Record "ressuscita" título "Boa Noite Brasil"

Boa Noite Brasil está de volta! Mas, desta vez, não será a Band que vai resgatar o título pela terceira vez. E também não será o retorno de Gilberto Barros, seus games, sua máquina da verdade no De Cara com a Fera e suas pautas dizendo que Yu-Gi-Oh e Dragon Ball Z são demoníacos. O título, na verdade, será resgatado pela Record, que o usará para batizar o novo programa de Geraldo Luís.

Geraldo já está preparando seu retorno à programação da emissora. No novo Boa Noite Brasil, o apresentador deve voltar a fazer o que já fazia no Domingo Show, ou seja, um programa de variedades que com grandes reportagens, humor e entrevistas. A atração estreia em janeiro de 2021 na Record e será exibida nas noites de quarta-feira. A ideia é que seja um programa de temporada, mas a emissora ainda não informou quantos episódios terá a primeira leva. 

Com o Boa Noite Brasil, Geraldo Luís volta a ter um espaço na grade da Record. O apresentador já foi muito prestigiado no canal, sobretudo na fase áurea do Domingo Show, no qual contava histórias quase sempre tristes e cheias de assistencialismo. Mas o formato chororô se desgastou com o tempo, o Domingo Show acabou perdendo força e saiu do ar (depois voltou sob o comando de Sabrina Sato, mas vamos fingir que isso não aconteceu).

Com o fim do dominical, Geraldo foi escalado para retornar ao Balanço Geral, noticioso vespertino que foi o seu primeiro programa na Record. Na época, a Record tinha perdido Reinaldo Gottino para a CNN Brasil, e estava com dificuldades para encontrar um substituto. O programa até chegou a perder audiência. Assim, Geraldo o assumiu e até conseguiu manter os bons resultados, mas a pandemia da covid-19 o afastou da produção, já que ele é diabético. Neste meio-tempo, Gottino retornou à Record e ao Balanço Geral, e Geraldo acabou ficando sem espaço.

Assim, começaram a pipocar que seu contrato não seria renovado, um boato recorrente na trajetória de Geraldo Luís na Record. Mais uma vez, ele entrou na mira do SBT e se tornou um nome forte para assumir o “novo” Aqui Agora, aquele eterno projeto de Silvio Santos que nunca sai do papel. Mas ele renovou com a emissora onde está e, agora, reconquista seu espaço na grade com o Boa Noite Brasil. Será que ele vai gritar: “água na Carol, água!”?

André Santana

7 comentários:

  1. Record roda, roda, roda e volta sempre pro mesmo lugar: Sensacionalismo e formatos ultrapassados com um apresentador que reúne o pior de tudo isso. Mas, fazer o que né, tem quem goste...

    ResponderExcluir
  2. Se analisar bem , a Record basicamente "ressucitou" o programa que o finado Gugu teve antes de assumir o Power Couple e o Canta comigo, um programa de quarta à noite com algumas matérias e entrevistas de gosto duvidoso e muito chororô, só que Geraldo não tem nem de perto o carisma e a desenvoltura que Gugu tinha, e convenhamos que aquele formato foi o pior que Gugu já fez em sua trajetória, apelativo e perdia quase sempre para o Ratinho. Vamos ver se Geraldo em sua terceira empreitada (começando com o pavoroso Geraldo Brasil nas tardes, e indo para o Domingo Show com suas intermináveis matérias cheias de comoção mecânica) consegue enfim se desvencilhar da imagem do Balanço Geral

    E o nome "Boa noite,Brasil" me trouxe boas lembranças,o programa noturno exibido na Band era bem legal, me recordo principalmente do "Game dos Artistas" exibido às terças feiras que era meu favorito, Gilberto Barros sempre se mostrou mesmo um ótimo apresentador de Games , visto o que fez na Record (com o divertidíssimo Quarta Total) e até o q fez na RedeTv, faz falta na TV o Leão. Creio q esse formato ainda tem espaço na TV aberta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Vamos ver se Geraldo em sua terceira empreitada (começando com o pavoroso Geraldo Brasil nas tardes, e indo para o Domingo Show com suas intermináveis matérias cheias de comoção mecânica) consegue enfim se desvencilhar da imagem do Balanço Geral".

      Spoiler: Não vai acontecer, se bobear vai ser mais apelativo ainda. Claro que é difícil cravar as coisas, mas nessa aí não acho que vou me enganar rs...

      Excluir
  3. Só pra lembrar: Geraldo Luís já teve uma experiência semelhante em 2017, quando passou a apresentar nas noites de sexta o Geraldo Brasil, mesmo nome do seu programa vespertino flopado de 2009, mas que nada tinha de novo, e nada mais era que um repeteco das reportagens lacrimejantes do Domingo Show. Nem preciso dizer que foi um desastre. Curiosamente em 2016, a Record cogitou um programa noturno nas noites de sexta com Geraldo no comando, mas o projeto não foi adiante. Ou seja, se depender desse histórico, é melhor não alimentar tanta expectativa do novo programa, a menos que as pautas de entretenimento façam um diferencial, afinal quem vê TV de noite quer ver algo mais descontraído, e por ser um nome consagrado, tem que fazer jus ao título na minha sincera opinião. Sobre Gilberto Barros cujo nome da (finada) atração (da Band) lembra o ex-apresentador, eu não vejo um retorno dele ao vídeo, haja vista a polêmica declaração contra a ala GLBTQ, e olha que recentemente ele recebeu um convite para voltar à TV, mas desperdiçou a chance - e a de ter ficado calado também. E para os padrões atuais da Record, um programa com o Leão destoaria. Tudo na vida tem um ciclo, e na TV não é diferente. Apesar das minhas desconfianças, desejo boa sorte ao Geraldo nessa nova empreitada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostava dos programas do Gilberto Barros. Mas, como você bem disse, o tempo dele já foi. Fiquei bastante decepcionado com as declarações equivocadas dele sobre os LGBTQI+.

      Excluir