quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Band encontra a melhor solução para Edu Guedes e Mariana Godoy

A Band fez um bololô danado com a contratação de Mariana Godoy. A jornalista foi contratada para assumir um matinal que substituiria o Aqui na Band, tornou-se a apresentadora da primeira grande aposta de Zeca Camargo como diretor criativo do canal e enfrentou um sem-número de pilotos. Até live ela participou com Zeca, anunciando as novidades. Enquanto isso, o matinal foi sendo adiado indefinidamente.

Até que o Notícias da TV revelou a insegurança da direção da Band com relação à nova atração. Não se sabe exatamente o que aconteceu, mas não é difícil deduzir que a ideia inicial era de um programa com um conteúdo diverso, e até com um verniz um tanto mais bem acabado. Ou seja, era um programa caro! E, sabe-se, faz 20 anos que a Band busca um matinal que garanta audiência e faturamento, e vem falhando miseravelmente na missão.

Mais uma vez, a Band daria um passo maior que a perna, como já deu várias outras vezes. Fazer uma nova aposta cara e sem maiores garantias, ainda mais neste momento de pandemia e instabilidade econômica, não era uma atitude lá muito responsável. Mariana é ótima, Zeca é um cara criativo, e o novo matinal poderia ser, sim, um bom programa. Mas a Band tem um teto de audiência pelas manhãs que dificilmente seria ultrapassado. Por que, então, insistir em ter um matinal badalado, se a audiência matinal, de maneira geral, é bem baixa?

Aí apareceu a oportunidade de contratar Edu Guedes, que deixou a RedeTV e já chegou à Band com um programa pronto, produzido por ele mesmo, e com anunciantes garantidos. The Chef estreou na última segunda-feira, 21, e mostrou a que veio. É simples, comandado por um chef que tem alta aceitação junto às donas de casa, e que ainda resgata a tradição em programa de culinária matinal na Band. Não seria exagero dizer que as manhãs da Band são instáveis desde o fim da Cozinha Maravilhosa da Ofélia. Daniel Bork tentou sucedê-la e passou uns bons anos ali, mas vamos combinar que a coisa nunca decolou. Agora é a hora de Edu, e os resultados desta primeira semana são animadores.

Enquanto isso, Mariana Godoy foi realocada para a noite. A jornalista vinha muito bem em seu Mariana Godoy Entrevista nas noites de sexta da RedeTV. Deste modo, ela merecia seguir neste filão, na qual se encaixou bem. Seu Melhor Agora, que ocupa as noites de segunda-feira da Band, é uma versão mais “entretenimento” de seu talk show. Não trouxe nada de novo, é verdade, mas traz um diferencial à linha de shows da emissora.

Em suma: Edu Guedes pela manhã, e Mariana Godoy à noite, foi a melhor decisão que a direção da Band poderia tomar. Trouxe novidades à programação, mas correu menos riscos. 

André Santana

6 comentários:

  1. E o que voce achou da estreia do Melhor Agora? 😃

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o Ricco de que faltou algo mais "potente", por ser uma estreia. Mas eu gostei do programa! Adoro "programa de conversa", rs!

      Excluir
  2. A disputa será grande afinal claudete Taroiano vê aí na rede tv !
    A veterana sempre sabe escolher grandes profissionais em diversas áreas como saúde e gastronomia e sabe fazer grandes entrevistas ..Edu se limita apenas a culinária
    Aqui é o Caio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desafio de Claudete será chamar a atenção do público da RedeTV, que também tem um teto baixo nas manhãs. Vamos ver como será.

      Excluir
  3. Vamos ver se com Edu Guedes as manhãs da Band conseguem a tão sonhada estabilidade, pois a Band vem capengando faz anos , toda nova tentativa de algum programa novo terminava praticamente do mesmo jeito ,naufragando e entregando o horário para Daniel Bork, que vamos falar a verdade só se mantinha no ar por ser cunhado do dono da emissora,tanto que até me surpreendeu com o mesmo saindo de cena poucos anos atrás.

    Claro q a fórmula do programa culinário matutino ainda segue firme e com um nome forte do meio como Edu Guedes fica ainda mais fácil, nisso eu creio q a Band só tenha talvez um pouco de cansaço com a Rede TV , que vem com a já escolada Claudete Troiano egressa da TV Aparecida,o que joga contra ela é a fórmula mais cansada do "programa feminino",que hoje em dia só funciona mesmo em TVs menores,Difusoras Locais ou Emissoras mais segmentadas (como a TV Aparecida cuja a mesma tinha um programa). Dará uma briga boa pelo quarto lugar de audiência creio eu

    ResponderExcluir