sexta-feira, 10 de abril de 2020

Band ganha audiência com bons enlatados


A Band fez a alegria dos nostálgicos recentemente. Isso porque a emissora relançou, em suas manhãs de domingo, nada menos que as séries japonesas Jiraya, Changeman e Jaspion. As atrações fizeram muito sucesso nas décadas de 1980 e 1990 no Brasil, quando eram exibidas pela extinta Manchete, e faziam a cabeça da molecada. Este que vos escreve, por exemplo.

Exibidas na faixa Mundo Animado, nas manhãs de domingo, as séries mais que dobraram a audiência habitual do canal neste horário. Mais do que isso: elas alavancaram a grade dominical da emissora, chegando a incomodar a Record. Isso mostra que a nostalgia é sempre uma arma forte, e que deveria ser mais bem explorada pelos canais.

Esse blog mesmo já cansou de bater nesta tecla. A Band já teve excelente audiência ao exibir desenhos e séries japonesas no passado. É um filão que costuma ser bem aceito pelo público, e que nunca foi tão bem explorado na TV aberta do Brasil depois da extinção da Rede Manchete. Há uma lacuna aí. Há alguns anos, a Band chegou à vice-liderança no fim de tarde, quando exibiu Os Cavaleiros do Zodíaco, outro clássico do canal de Adolpho Bloch.

Fica a torcida, então, para que a direção da Band se empolgue e traga mais novidades como essa. Atrações como Jiraya, Changeman e Jaspion não apenas agradam os grandinhos, que cresceram vendo as séries, como podem abocanhar uma nova audiência. Ou seja, acaba se tornando uma atração familiar, para ser vista por pais e filhos.

Aliás, nem só de nostalgia vive a programação da Band. O canal também exibe, nas noites de sábado, a excelente série Orange is The New Black, produção original da Netflix. A saga de Piper (Taylor Schilling) vem rendendo ótimo resultado ao canal, elevando a Band ao topo do ranking da audiência. E vale ressaltar que Jiraya, Changeman, Jaspion e Orange is The New Black chegaram à Band pelas mãos da distribuidora Sato Company. Que essa parceria perdure e renda novos frutos, então!


André Santana

5 comentários:

  1. Eu também fui espectador de Jaspion na extinta Manchete mas, confesso que, agora, não fui pego retorno à Band. Já Orange is the New Black assisti a todas as temporadas, ótima série.

    É de se pensar como velhos enlatados possuem mais apelo que o rico investimento que a Record fez no Domingo Show. Aliás, fica a dica de post futuro: uma análise sobre como a Record desceu ladeira a baixo e capengou aos domingos, perdendo a vice liderança para o SBT.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Record devia voltar com os desenhos antigos como o pica pau kkk

      Excluir
    2. Mister Ed, esse da Record rende duas análises: como a emissora se perdeu aos domingos e, também, aos sábados. Miguel, concordo, já pode voltar o Pica-Pau, hehe!

      Excluir
  2. Eu noto que muita gente torce para que a Bandeirantes tenha algum sucesso, é um canal que atrai menos rejeição que os demais, apesar de eu ver muitos defeitos ali e ele não merecer muito mais do que a audiência que possui no momento. Eu via muito desses enlatados japoneses no passado, mas eles já foram exibidos algumas vezes e, convenhamos, o que passa na concorrência no horário não é diferente de...enlatados (com exceção da Globo). Então acaba que subiu a audiência porque 100% a mais que nada já é um belo avanço rs...

    O problema que às vezes acontece na Bandeirantes (na Record também) é que um pequeno sucesso costuma ser explorado à exaustão; lembra quando repetiram a Escolinha do Magal e começaram a colocar em vários horários? Cansou o público rapidamente...Tem de ver como vão lidar com essas reprises dos seriados japoneses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado, Alexandre! É preciso cuidado com estes "sucessos", para não virar mais do mesmo.

      Excluir