quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Record perde Reinaldo Gottino e não tem substituto à vista

"E o salário, ó!"
A notícia que tomou conta do noticiário televisivo ontem, 17, foi a saída de Reinaldo Gottino da Record. O apresentador do Balanço Geral SP (programa que é líder de audiência quase diariamente com o quadro A Hora da Venenosa) foi mais uma grife a assinar com a CNN Brasil. A saída repentina criou um problema para a emissora. Afinal, o canal perdeu o comandante de um dos seus maiores trunfos de audiência.

O Balanço Geral SP surgiu em 2008, sob o comando de Geraldo Luís. A audiência de Geraldo foi tão boa, que a Record lhe deu um programa, o Geraldo Brasil, extinguindo o jornal popular da hora do almoço. Mas a atração não deu certo, e o Balanço Geral acabou retornando tempos depois. Geraldo saiu novamente, abrindo uma vaga para Luiz Bacci. Mas o “menino de ouro” assinou com a Band, dando a oportunidade para Reinaldo Gottino. Com ele, veio o sucesso de A Hora da Venenosa. Inicialmente curto, o quadro de fofocas com Fabíola Reipert acabou se tornando o grande sucesso do noticiário, tornando-se praticamente um programa à parte. Muito se credita o sucesso do quadro à boa química entre Fabíola, Renato Lombardi e Gottino.

Assim, a saída de Gottino representa uma grande perda para a Record. Não necessariamente afetará a boa audiência do Balanço Geral, já que a história mostra que o programa fez sucesso com outros apresentadores. Porém, sem dúvidas, foi a presença de Gottino que fez o Balanço Geral, sobretudo A Hora da Venenosa, a ser o sucesso que é. Não é tão difícil arrumar um apresentador capaz de manter a boa audiência do BG. Mas é bem difícil achar alguém capaz de reeditar a boa química entre os apresentadores do A Hora da Venenosa.

Hoje, no cast da Record, Luiz Bacci parece o nome mais adequado, já que ele obteve sucesso quando esteve por ali. Porém, Bacci já está à frente do Cidade Alerta, que vive uma excelente fase de audiência. Não faria sentido tirá-lo dali. Seria um “tapa aqui, descobre ali”. Já nomes como Matheus Furlan ou Bruno Peruka parecem bom substitutos, mas não têm a força de um Gottino. De repente, é hora de o canal buscar alguém de fora. Mas não é fácil. Afinal, segurar no ao vivo um programa que mescla notícias policiais e fofoca é um desafio e tanto.

Além disso, chama a atenção o descaso por parte da Record com o apresentador. Segundo várias fontes, faltavam 15 dias para que o contrato de Gottino chegasse ao fim, e a direção da emissora ainda nem tinha se mexido para tratar da renovação. De acordo com Ricardo Feltrin, do UOL, o canal costuma deixar para renovar contratos “aos 45 do segundo tempo” justamente para se reafirmar junto ao artista, ao mesmo tempo em que trabalha com a urgência para evitar um leilão e inflacionar suas contas. Porém, neste caso, esta postura arrogante custou um de seus mais valiosos profissionais. Fica, agora, um grande buraco para o canal tapar.

André Santana

7 comentários:

  1. Isso ja se tornou tanto na Record como no SBT renovar contrato nos ultimos minutos do ultimo dia vigente do contrato. Eh um descaso e desrespeito com os profissionais. No SBT o caso que me vem a cabeca de cara foi Raul Gil. Na Record, Mion, Gugu etc. Gottino nao gostou e quebrou essa tradicao e foi pra CNN. Pior agora pro Bacci que tera jornada dupla ne?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacci não fica na jornada dupla. Até porque os dois programas tem mais de três horas. Quem aguenta o mesmo apresentador seis horas ao vivo falando sem parar? rs

      Excluir
  2. Record foi de uma infantilidade absurda, perdeu um de seus maiores trunfos de bobeira. A emissora já anda capenga e acha que pode se dar ao luxo de tratar seus funcionários assim. Francamente.

    Queria saber de onde vem essa mina de ouro da CNN, dizem que vai pagar 200 mil pro Gottino, ou seja, o dobro do que ele ganhava na Record. Segundo matérias que saíram a respeito, o canal noticioso não fechou com nenhuma operadora e sua estreia deve ficar só pra 2020. Essa conta fecha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mister Ed, a CNN tem financiadores. Que, pelo jeito, estão injetando bastante dinheiro nela. Concordo com você que é um investimento de risco, afinal, quem garante que o canal vai ter este lucro para, no mínimo, recuperar tanto dinheiro investido? E o mais louco é que a CNN só deve estrear em março do ano que vem. Ou seja, só no ano que vem que deve entrar algum no caixa. Este ano, estas grifes todas estão recebendo polpudos salários sem trabalhar. Bem louco. Torço pra dar certo, por conta desta positiva movimentação no mercado. Mas que é arriscado, é.

      Excluir
  3. Nunca vi um ano tão movimentado nas emissoras de televisão rsrs
    Não duvido próximo a estreia a tv Record fazer alguma denúncia contra a CNN a emissora tem estilo
    Percebi que com a saída de Monalisa Perrone, a tv Globo rapidamente arrumou um excelente substituto ,que manteve a audiência. JÁ a Record se desesperou ,ouviu vários não de jornalistas para a vaga do jornal sensacionalista
    Vamos aguardar pra ver se o Geraldao vai manter a emissora dos bispos na liderança ,visto que o mesmo sempre da chilique nos bastidores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acertou em cheio, Caio! A Record já está atacando a MRV, empresa do sócio da CNN. Record sendo Record...

      Excluir
  4. Eae André. Já ouvi falar em nomes como Gilberto Barros, seria interessante, mas acho que não é o perfil que a Record quisesse...

    ResponderExcluir