quarta-feira, 28 de agosto de 2019

"Se Joga": novo programa da tarde da Globo ganha forma

Me joguei
Depois dos inúmeros boatos de que ficaria para o ano que vem, o novo programa que a Globo prepara para suas tardes parece que agora está a todo vapor. Nos últimos dias, a própria emissora já vem divulgando detalhes, como nome, logotipo e elenco. A atração, que já tinha confirmado os nomes de Fernanda Gentil e Érico Brás, agora ganhou também a presença de Fabiana Karla. O nome também já foi confirmado: Se Joga.

O formato ainda é um mistério, mas, a julgar pelo elenco, terá um viés bem-humorado forte. Afinal, Érico Brás e Fabiana Karla vêm do humor. Além disso, o programa terá a participação de nomes como Paulo Vieira e Jefferson Schroeder, também humoristas. Em entrevista ao site F5 em maio, Fernanda Gentil deu algumas pistas dos conceitos que vão nortear a atração: humanidade, leveza e alto-astral. "É quase como um carinho no telespectador. Eu bato muito nessa tecla: nós estamos em um ano muito difícil, já aconteceram coisas muito pesadas e tristes. Queremos passar uma mensagem leve, para cima, animada", contou. 

Se Joga estreará cercado de expectativas e responsabilidades. Afinal, é o programa concebido para substituir o lendário Vídeo Show. Além disso, deve bater de frente com A Hora da Venenosa, que segue liderando a audiência em boa parte dos dias. De quebra, ainda há a expectativa em torno do nome de Fernanda Gentil. Ao realocá-la do esporte para o entretenimento, a emissora criou um frisson que pode ser comparado ao da estreia de Fátima Bernardes. Quando a jornalista deixou o Jornal Nacional para assumir o Encontro, Fátima acabou ganhando a aura de “salvadora das manhãs”. E sua estreia problemática mostrou que esta expectativa nunca é boa.

Afinal, quanto maior a expectativa, maior é um possível tombo. A partir do momento que a estreia de Fernanda Gentil passou a ser comentada e cercada de boatos, criou-se uma curiosidade natural. Assim, a estreia há de chamar a atenção, para o bem ou para o mal. E a história da TV deixa claro que nenhum programa nasce pronto: haverá o agito da estreia, as primeiras críticas, as oscilações de audiência e os ajustes naturais. Em suma, é preciso paciência e cuidado com um lançamento deste porte.

Até porque o próprio desenvolvimento do projeto parece fazer crescer as desconfianças. Isso porque o projeto foi anunciado como o programa da Fernanda Gentil. De repente, surgem Érico Brás e Fabiana Karla, que não são apresentadores, fazendo as vezes de apresentadores. Dá a impressão de que a emissora pode repetir os erros do próprio Vídeo Show, que teimava em ter trocentos apresentadores, além da insistência em escalar atores (ou “digital influencers”…) para a ancoragem. Ficamos na torcida, então, para que estes erros não se repitam.

André Santana

12 comentários:

  1. Esse vespertino já nasce desacreditado. Ao que parece a Globo arregou, já que o programa vai ocupar a faixa do Álbum da Grande Família a mesma de Mutantes, faixa frágil da Record. Desta forma negando confronto com A Hora da Venenosa e Bela A Feia. Quem te viu, quem te vê D. GLOBO!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A grande família tá indo tão bem está tão bom rever..não troquem isso por um novo dvertics

      Excluir
    2. Miguel pensei a msm coisa só não lembrava o nome desse programa desastroso. Daqui a pouco vão escalar a Dani Winits.

      Excluir
    3. Filippe, segundo as notícias que saíra, o Se Joga será depois do Jornal Hoje mesmo. Creio que dizem que ele substituirá A Grande Família porque a reprise do humorístico sairá do ar quando o novo programa estrear. Vamos ver.

      Excluir
  2. Eu também acredito que o programa vá ocupar a vaga do Álbum da Grande Família e não da Sessão da Tarde. Tô achando as ideias até então divulgadas bastante equivocadas. Tô sentindo um cheirinho de flop.

    ResponderExcluir
  3. Eae André. Isso tá parecendo o Tomara que Caia... kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Não gostei da ideia de 3 apresentadores
    É raro programa com muitos Apresentadores vingar ai da mais essa atração que ao tudo indica tera 50 minutos
    Se cada titular terá um substituto,já serão 6 ao todo

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre vou dizer que essa coisa da Globo "perder em audiência para a Record" é bem relativo, por valer mais em São Paulo (ainda que em alguns estados também aconteçam problemas nessa faixa de horário) e temos sempre de lamentar o fato da derrota ser para uma atração tão ruim de conteúdo. Pessoal às vezes fica na empolgação de ver a Globo "perdendo" e não se liga que o que vence, principalmente no que tange ao jornalismo sensacionalista é algo péssimo.

    Posto isso, concordo com a maioria dos comentários, esse programa da Globo tá parecendo um pouco aquele "Tomara que Caia" que foi exibido nas noites de domingo (talvez a presença da Fabiana Karla me faça lembrar isso,rs). Não no conteúdo humorístico, sei que não será igual, mas parece uma colcha de retalhos sem muita definição. Seria muito melhor colocar uma atração jornalística e aumentar o tempo de suas atrações principais da área no horário, e assim tentando um formato mais seguro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, na minha opinião, a Globo perde para ela mesma. Pra mim, A Hora da Venenosa avançou em São Paulo não porque é bom, e sim porque o Vídeo Show estava tão, tão ruim, que o público preferiu fugir. E, pelo que parece, esse Se Joga não me parece melhor que o Vídeo Show, não... pena.

      Excluir