sábado, 13 de julho de 2019

Volta do "É Tudo Improviso" supre falta de humor na Band

"Vamo improvisá!"

O fim de O Aprendiz deixou uma lacuna nas noites de segunda-feira da Band. Por isso, o canal programou dois velhos conhecidos de sua grade para ocupar o espaço. Os humorísticos Uma Escolinha Muito Louca e É Tudo Improviso retornaram ao ar na última segunda-feira, 08. Porém, enquanto a escolinha do professor Sidney Magal retornou com reprises, É Tudo Improviso lança uma nova leva de episódios, inédita na TV aberta.

Trata-se da última temporada do É Tudo Improviso, que foi exibido na TBS, mas que a Band, estranhamente, engavetou. Ou seja, o programa retorna à emissora com um atraso de cerca de sete anos. Entretanto, mesmo com este atraso, a direção da Band foi muito feliz com tal resgate. Afinal, volta a exibir um programa divertido, e num momento em que faltam humorísticos na emissora.

Desde que o Pânico na Band saiu do ar, o canal busca um novo programa de humor. Porém, até mesmo o improvisado Só Risos já deixou a programação. Sendo assim, É Tudo Improviso ocupa, e com louvor, este espaço. O programa reúne o apresentador Márcio Ballas e vários comediantes da nova geração em jogos de improviso. Nomes como Marco Gonçalves (do Lady Night) e Marianna Armellini (vista recentemente em Malhação – Vidas Brasileiras), entre outros, protagonizam situações inusitadas e muito divertidas.

É Tudo Improviso estreou na Band em 2009 com a missão de ocupar as noites de segunda-feira durante as férias do CQC, o maior sucesso do canal naquele tempo. A atração veio na esteira do sucesso que espetáculos de improviso vinham fazendo nas casas de shows Brasil afora. Tal sucesso havia sido levado para a TV no ano anterior, quando a antiga MTV Brasil exibia o Quinta Categoria. No mesmo ano, até a Globo chegou a apostar no formato, no quadro E Agora?, exibido no TV Xuxa nas manhãs de sábado.

Assim, É Tudo Improviso agradou e manteve parte da audiência do CQC em sua faixa de exibição. Por isso, voltou nas férias do ano seguinte. Novamente com bom resultado, o programa ganhou outra temporada já sem a missão de tapar o buraco do CQC. Deste modo, foi transferido para as noites de terça-feira. Porém, a Band acabou engavetando a temporada derradeira, recuperando-a agora.

Na nova grade da Band, É Tudo Improviso forma uma dobradinha com reprises de Uma Escolinha Muito Louca. O humorístico era uma espécie de reedição da clássica Escolinha do Professor Raimundo, inclusive trazendo alguns personagens desta, como Seu Eugênio (César Macedo). A atração estreou em 2008, na faixa das 20 horas, e registrou ótimos números para a emissora. No entanto, a Band abusou do programa, programando reprises diurnas. Com isso, desgastou a fórmula rapidamente. Saiu do ar em 2010.

Voltar a exibir programas de humor foi uma boa sacada da Band, que já fez sucesso no segmento no passado. Mesmo com reprises ou programas engavetados, as novidades ajudam a deixar a linha de shows do canal mais diversificada. Sendo assim, a emissora poderia aproveitar o embalo para voltar a produzir este tipo de conteúdo. Trata-se de um segmento que, se bem-feito, sempre atrai a atenção do público.

André Santana

10 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Pelo menos, a Band oferece uma opção ao telespectador. O ideal seria a produção de novos episódios da Escolinha. Enfim... Na segunda, assistirei Ouro Verde e comentarei no meu blog. Abs, Fabio www.blogfabiotv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabio, tudo bem? Sim, seria bom a emissora voltar a investir em produção. Se a reprise der certo, quem sabe eles não se animam, né? Abraço!

      Excluir
  2. Essa escolinha e bem chata ..o outro não conheço

    ResponderExcluir
  3. É Tudo Improviso era excelente, fórmula simples que diverte. Poderia voltar com episódios inéditos, há muitos talentos dando sopa por aí que poderiam compor o elenco. Quinta Categoria idem, ótimo formato que a Record poderia facilmente incorporar à sua programação de sábado ou até domingo a noite, diminuindo um pouco o espaço do longuíssimo Domingo Espetacular.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Citei a Record porque, obviamente, Marcos Mion é funcionário da mesma e apresentava o Quinta Categoria na MTV.

      Excluir
    2. Nossa que iria boa.
      .e a Record nao tem nenhum programa de humor..seria uma boa pedida
      ..um programa de improviso quebrando coluna sisudo do canal

      Excluir
    3. Eu acho esse formato super gostoso! Me divertia vendo o Quinta Categoria, e me divirto vendo É Tudo Improviso.

      Excluir
  4. Eae André. O mais bizarro da sequência desses dois programas de humor é que eles são completamente diferentes.

    ResponderExcluir