sábado, 22 de dezembro de 2018

Perspectiva 2019: o próximo ano promete!


O ano de 2019 promete muitas novidades na televisão brasileira. Nos últimos anos, a crise econômica do país refletiu nos investimentos dos canais, que não trouxeram grandes novidades ao seu público. Entretanto, surpreendentemente, o ano que vem vindo deve ser diferente. Não que a crise tenha passado, mas as emissoras se mostram mais dispostas a arriscar mais.

Esta mudança de postura tem a ver, principalmente, com a reconfiguração da batalha pela audiência a TV aberta. O final de 2018 mostrou um importante avanço de Record e SBT diante da liderança da Globo. Pra variar, tal avanço aconteceu não porque estes canais trouxeram grandes coisas, mas porque a Globo errou. A rede dos Marinho se mostrou enfraquecida, com novelas mornas, linha de shows que não empolgou e tardes sem fôlego. Com isso, as vice-líderes aproveitaram.

A Record viu sua linha de shows crescer com A Fazenda e promete continuar mantendo a boa fase. Para isso, finalmente trará novos formatos para revezar com os já amplamente utilizados Power Couple, Dancing Brasil e cia. Enquanto isso, o SBT vai continuar contando com a sorte, já que não estão previstas grandes mudanças na grade. Produtos tradicionais, como o Programa do Ratinho e A Praça É Nossa, seguem consolidados e, portanto, a emissora seguirá com a política de que “em time que está ganhando não se mexe”.

Já RedeTV e Band seguem tentando ampliar suas participações neste bolo. Para isso, a primeira já vem programando estreias para o início do ano, com a intenção de mexer nas manhãs e investir mais em jornalismo. Já a segunda deve voltar a investir em esporte, para tentar reverter a má fase atual.

Abaixo, um apanhado do que já se sabe que virá em 2019 na TV aberta:

Globo

A Globo segue com suas estreias de verão. No mês de janeiro, várias minisséries e uma nova edição do Big Brother Brasil vão estrear. Chacrinha: O Velho Guerreiro, Elis e Dez Segundos Para Vencer, três microsséries oriundas de filmes, abrirão o ano na emissora. Outras novidades do horário nobre são a estreia de Lady Night na TV aberta, às quintas-feiras, e a última temporada de Tá no Ar – A TV na TV, às terças. Tá Brincando, com Otaviano Costa, estreia nas tardes de sábado, enquanto uma nova temporada do The Voice Kids, com André Marques, estreia aos domingos.

A partir de abril, a Globo deve lançar novas séries na linha de shows, nas noites de terça e quinta, mas não se sabe ainda exatamente o que virá. O que se sabe é que, no segundo horário, a emissora substituirá a já tradicional “supersérie” pela exibição de duas minisséries: Se Eu Fechar os Olhos Agora, de Ricardo Linhares, e Assédio, de Maria Camargo. No decorrer de 2019, outros formatos devem ocupar os horários, mas o único produto confirmado até aqui é o The Voice Brasil.

Aliás, todo este silêncio incomum acerca da programação da Globo tem a ver com a reconfiguração da direção de entretenimento. Boninho agora divide os programas de variedades com Mariano Boni, que veio do jornalismo para tocar os programas de entretenimento “com entrevistas”. Tal mudança tem a ver justamente com a queda de audiência da Globo em vários destes programas, como o Vídeo Show e o Conversa com Bial. Assim, especula-se que várias mudanças na grade diária devem ocorrer, e isso deve incluir a estreia de Fernanda Gentil. Também há a expectativa acerca do retorno de Angélica, mas pouco se sabe sobre isso também. Por outro lado, SóTocaTop, Tamanho Família e PopStar devem ter novas temporadas.

Nas novelas, muitas estreias estão sendo preparadas. Já em janeiro, Cordel Encantado substitui Belíssima no Vale a Pena Ver de Novo; e Verão 90, de Izabel de Oliveira e Paula Amaral, entra na vaga de O Tempo Não Para, às sete. Às seis, a novidade será Órfãos da Terra, de Duca Rachid e Thelma Guedes. Já às nove, o próximo cartaz será Dias Felizes, de Walcyr Carrasco. E Malhação – Toda Forma de Amar, de Emanuel Jacobina, substituirá Vidas Brasileiras a partir de março.

SBT

O SBT é o canal que menos tem novidades engatilhadas para o próximo ano. O canal seguirá com sua programação praticamente intocável. Fofocalizando, Casos de Família, Programa do Ratinho, The Noite, Programa Raul Gil, Domingo Legal e Eliana seguem firmes e fortes. Além, claro, do Programa Silvio Santos. A única mudança prevista até aqui é o Operação Mesquita, que passará a ser exibido diariamente, nas madrugadas.

Em janeiro, o canal tem como única novidade a estreia da nova temporada do Bake Off Junior. Nadja Haddad segue na apresentação do reality, que terá crianças fazendo suas sobremesas. A faixa de realities dos sábados também deve ficar intocada em 2019, com as novas temporadas de Fábrica de Casamentos, em março, e Bake Off Brasil – Mão na Massa, em agosto.

Outra estreia confirmada para janeiro não é bem uma estreia. Trata-se da reprise de Cúmplices de um Resgate, que substituirá Chiquititas na faixa das 21h30. A emissora promete, também, reapresentar a primeira temporada da série A Garota da Moto no horário. Em seguida, lançará a segunda temporada da atração, inédita.

Ainda não há a informação sobre o próximo texto que o canal produzirá no campo das novelas infantis. E não há pressa para tal definição, tendo em vista que As Aventuras de Poliana deverá atravessar o ano. Além disso, há sempre as “lendas urbanas” de projetos que nunca acontecem no SBT. Um deles é a volta do Topa ou Não Topa, da qual nunca mais se ouviu falar. O outro é o lançamento de um novo jornal policial no horário das 18 horas. Pouco provável que aconteça, mas, se acontecer, não vai durar muito.

Record

Surpreendentemente, a Record promete novos formatos em sua linha de shows, após dois anos exibindo praticamente os mesmos programas de sempre. A primeira novidade será The Four, uma nova competição musical que será apresentada por Xuxa Meneghel. Outra será Troca de Esposas, um reality semelhante ao Troca de Família, mas com algumas diferenças. Ticiane Pinheiro será a apresentadora. A emissora também voltará a apostar num reality culinário, o Top Chef, que será apresentado pelo chef Felipe Bronze.

Os novos formatos vão se revezar na faixa das 22h30 com as atrações já consagradas da emissora. Gugu Liberato deve voltar a comandar o Power Couple Brasil e o Canta Comigo, que terão novas temporadas. Dancing Brasil, com Xuxa, também retorna. Já Marcos Mion deve retornar para mais uma edição de A Fazenda, no segundo semestre. A incógnita fica por conta do destino de Sabrina Sato, já que o Programa da Sabrina, da maneira como está hoje, não deve mais existir. Sabrina, ao retornar de sua licença-maternidade, deve comandar um novo formato.

A Record também surpreendeu no campo das novelas, já que promete voltar a exibir novelas não-bíblicas. Topíssima, texto de Christiane Fridman previsto para este ano, foi retomado e deve estrear em 2019. O folhetim deve substituir a reprise de A Terra Prometida. Já na “faixa bíblica”, as novidades serão a macrossérie Jezabel e a novela Gênesis. Enquanto as estreias não acontecem, a emissora abrirá 2019 com a exibição da série Terrores Urbanos.

No mais, tudo deve ficar como está. O jornalismo popular seguirá ocupando grandes espaços, como o Balanço Geral e o Cidade Alerta, e o entretenimento seguirá apostando nos carros-chefes Hoje Em Dia, Domingo Show e Hora do Faro. Só fica a dúvida sobre o horário antes destinado ao Programa do Porchat. O mais provável é que séries passem a ser exibidas na faixa.

RedeTV

Entra ano e sai ano, e a promessa da RedeTV é sempre a mesma: diminuir o número de concessionários na programação. Em 2019, a conversa é que a faixa entre meio-dia e 15 horas, ocupada pela Igreja Universal, será diminuída para das 13h às 15h. Assim, o horário do almoço terá espaço para uma nova produção.

Entre os candidatos para a vaga estão um novo jornal, que já vem sendo desenvolvido. A ideia é um noticiário apresentado de maneira diferente de todos os outros. Edgard Piccoli é quem está à frente dos pilotos. No entanto, a vaga pode ficar também com Edu Guedes, com seu Edu Guedes e Você. Isso porque há a possibilidade de a atração de culinária ser “empurrada” em razão de um novo programa, a ser apresentado pelo padre Alessandro Campos.

O padre, aliás, é a nova aquisição da emissora. A princípio, Alessandro Campos comandaria um musical semanal, mas, segundo os sites especializados, o padre teria pedido para fazer uma atração diária. Sendo assim, ele é o mais cotado para assumir as manhãs da emissora em 2019, embora não se saiba fazendo exatamente o que. Quanto à Edu, ele poderia tanto ir para a hora do almoço, quanto deixar a emissora rumo à Band (leia mais abaixo).

Outra novidade da RedeTV para 2019 é o reality show Entubados. Anteriormente previsto para 2018, a atração foi adiada porque ainda não fechou sua cota de patrocínio. Entubados é uma espécie de “Big Brother de youtubers”, e já teve duas temporadas exibidas no canal Sony. Agora, a atração será exibida na TV aberta, com apresentação de Gustavo Mendes.

Band

A Band saiu da inércia em 2018, estreando vários novos programas. No entanto, as novidades não disseram a que vieram e, agora, o canal deve correr atrás do prejuízo. A emissora ainda não conseguiu emplacar um sucessor do MasterChef como carro-chefe da programação, e se trata de uma missão mais do que urgente, afinal, o formato já está perdendo o interesse.

O principal candidato à vaga é O Aprendiz, que deve ter nova temporada comandada por Roberto Justus este ano. Além disso, a Band também prepara um novo talk show semanal, que deve ser apresentado por Cátia Fonseca no horário nobre. E há ainda a promessa de que Amaury Jr leve seu programa de volta à programação diária. Também se especula que a Band pretende tirar Edu Guedes da RedeTV. Seria ele o substituto natural de Daniel Bork?

A Band também vive a expectativa de fechar um acordo com a Disney, aos moldes do Mundo Disney, que era exibido no SBT. Havia a intenção de vender parte da programação matinal, vespertina e até uma faixa noturna para a gigante do entretenimento. No entanto, dizem que as negociações entre Band e Disney esfriaram, então é pouco provável que o acordo seja sacramentado. Mas, sem dúvidas, seria uma boa oportunidade para a Band, que teria conteúdo e dinheiro entrando no caixa.

Sem Disney, os esforços do canal devem mirar no esporte. Segundo vários sites, a emissora pretende voltar a investir em transmissões esportivas, ensaiando a compra de campeonatos internacionais e até voltando a conversar com a Globo para voltar a exibir o futebol do Brasil. Neste contexto, a Band pretende voltar a valorizar Milton Neves. Especula-se que o Terceiro Tempo, ou até mesmo o Super Técnico, podem voltar.


André Santana

10 comentários:

  1. Olá, tudo bem? André, desejo Feliz Natal!!! 2018 foi um ano beeeeem fraquinho para a TV brasileira, especialmente nas telenovelas. Esperamos que 2019 o quadro se reverta. Abs, Fabio wwww.blogfabiotv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá André! Desejo à você e a sua família um Feliz Natal, com muita saúde, paz e felicidades!

    ResponderExcluir
  3. Acompanhe o site desde 2006 quando era um blog, creio que li mais de 90% de tudo que foi postado. Parabéns pelo trabalho e empenho ao longo de tanto tempo. Um 2019 nota mil para todos e para nossa amada tv aberta brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maraviha, Josivaldo! O blog foi criado em outubro de 2015, ou seja, você está por aqui desde o início de tudo! Que legal! Por favor, continue por aqui em 2019 e participe mais! Abração e muito obrigado pelo carinho e consideração.

      Excluir
  4. Inegável que a Record tem uma boa gama de realities. A Band se esforça mas vive uma crise que não parece ter fim. Globo investe em novidades, faz um alarde enorme e, quando a gente vai conferir, as novidades são decepcionantes. SBT e RedeTV!, socorro, são as mais preguiçosas e cafonas. Saudades do SBT da minha adolescência...

    ResponderExcluir
  5. Nossa mas eu quero que o mundo Disney feche o contrato com a band por nem todo mundo tem tv acabo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estava na torcida pelo acordo, pois faria muito bem à Band. Mas parece que não vai rolar, infelizmente.

      Excluir