terça-feira, 12 de junho de 2018

"Vídeo Show" deve passar por mais uma reforma

"E se meu novo programa não der certo,
eu vou pro 'É de Casa'!"

Já faz algum tempo que vários veículos especializados têm afirmado que o Vídeo Show passará por sua enésima reformulação. Freguês da Record em São Paulo, praça onde costuma perder para as fofocas de Fabíola Reipert no Balanço Geral, o vespertino da Globo já teve tantas reformulações nos últimos anos que dá a impressão de que não tem mais para onde correr. No entanto, a direção da Globo parece que não está disposta a jogar a toalha e seguirá tentando ressuscitar seu clássico programa.

O que se sabe é que o Vídeo Show ficará fora do ar por um mês, durante a Copa do Mundo, num ajuste de grade para acomodar os jogos. E a ideia é que, quando a atração retornar, já esteja de cara nova. Entretanto, a Globo ainda não divulgou como se dará esta renovação. Está tudo envolto em mistério. Até aqui, apenas Ricardo Feltrin, colunista do UOL, noticiou o que deve acontecer. Segundo ele, Otaviano Costa será afastado da atração, que pode ganhar a apresentação de Angélica e/ou Joaquim Lopes. Feltrin disse ainda que Marcius Melhem é quem está trabalhando junto à equipe em busca da tal renovação que o programa tanto necessita.

Na semana passada, Feltrin pegou todo mundo de surpresa ao noticiar a saída de Otaviano Costa do Vídeo Show. Costa está no comando da atração desde 2013, e deve sair para comandar um novo programa. Segundo consta, Otaviano está nos planos do diretor de gênero Ricardo Waddington para assumir um novo projeto para as tardes de sábado. Como se sabe, a Globo pretende fazer da faixa anteriormente dedicada ao Estrelas um espaço para programas de temporada, como acontece nas tardes de domingo. As Matrioskas abriu os trabalhos; o musical Só Toca Top virá em julho e deve seguir até outubro; e o próximo programa ainda não está confirmado. De repente, pode ser o novo programa de Otaviano.

Dias depois de noticiar a saída de Otaviano, Feltrin noticiou que o “novo” Vídeo Show estaria sendo pensado com a ajuda de Marcius Melhem, e que Angélica e Joaquim Lopes estavam cotados para apresentar a nova fase. Entretanto, o site Observatório da Televisão entrou em contato com a assessoria de imprensa do canal, que respondeu que a informação não procede. Ou seja, tempo ao tempo.

Embora nada tenha sido confirmado pela emissora, as informações de Ricardo Feltrin fazem sentido. Há um espaço para programas de temporada nas tardes de sábado, e a saída de Otaviano do Vídeo Show para assumir um projeto no espaço é bastante possível. Até porque o projeto é de Ricardo Waddington, que tem boas relações com Otaviano. Basta lembrar que foi na gestão de Waddington que Otaviano se tornou apresentador do Vídeo Show. Sendo assim, se a saída de Otaviano se confirmar, nada mais natural que a direção do Vídeo Show busque um apresentador experiente para sucedê-lo. E Angélica seria um nome até óbvio: é experiente, já passou pelo programa, já foi dirigida por Boninho (responsável pelo Vídeo Show) em vários programas e, atualmente, está sem projeto no canal. Ou seja, tudo se encaixa. Mas o jeito é esperar a comunicação oficial da Globo para saber se estas mudanças realmente acontecerão.

Em tempo: só Angélica não vai salvar o Vídeo Show. O programa deveria adotar um formato que valorizasse a presença da apresentadora, caso ela realmente vá pra lá. No passado, o Vídeo Show tentou uma reforma radical transformando-se num talk show, comandado por Zeca Camargo. Mas não deu certo, porque o formato foi extremamente mal executado. Se bem feito, e com Angélica no comando, trata-se de um formato bastante possível. O que não pode é apenas trocar apresentador. Uma sugestão: Video Show podia ser uma espécie de “Encontro com Fátima Bernardes sobre televisão”, ancorado por Angélica. Fica a dica.

André Santana

11 comentários:

  1. Apesar do desgaste que eh natural depois de anos no ar, eu ainda sou VS. Quero que os quadros Meu Video eh um Show e Memoria Nacional permanecam e que continue ao vivo. Podia ser a Galisteu a a apresentadora, ja que ela tem experiencia nesse tipo de programa (ja ancorou a tarde na Band) , era so ajustar com as gravacoes da novela, do mesmo jeito que a Iozzi fez . Mas infelizmente pelos boatos, nessa reformulacao tera a ex BBB18 Ana Clara. Nada contra ela mas isso da Globo querer pegar sucessos das redes sociais (Sophia so esta la porque eh sucesso nas redes) nao da.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo quanto aos quadros Memória Nacional e Meu Vídeo É um Show, e Adriane seria um bom nome. Sempre bati na tecla que o Vídeo Show tem que ter um apresentador de verdade, e não "inventado".

      Excluir
  2. Vídeo show deveria ser making off das novelas mesmo. .lembrança das prosucoes clássicas e akfo fora sa gkobo como cinema e musica seria legal m..angelica ou Fernanda lina serviriam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que só making of de novelas segura o programa hoje em dia. O Vídeo Show precisa de um novo formato, mas sem perder sua essência. A gestão do Ricardo Waddington, que transformou o programa em talk show, foi criticada, mas ao menos ele fez algo diferente. Tentou. Falta isso: tentar, ousar, sair do lugar-comum!

      Excluir
  3. Concordo contigo André! Não basta tirar Sonsa Abrão e Otachato para colocarem Angélica (mal aproveitada, apesar de ser uma ótima apresentadora). Precisam de uma reestruturação do programa que já foi ótimo e hoje está uma mistura de nada com coisa nenhuma. Dessa fase só gosto do memória nacional e do meu vídeo é um show. Galisteu também poderia ser um ótimo nome, como disse o Daniel :)

    ResponderExcluir
  4. O Otaviano é muito chato e sem carisma. Mas incrivelmente tinha dado relativamente certo com a presença da Mônica Iozzi. Porém, com a saída da Mônica, o programa não se acertou mais nessa parte de apresentação. Mas acho que o Vídeo Show, por mais que tenha de falar da Globo, deveria abrir espaço para a cultura pop em geral. Não ficar apenas repetindo o que passa na telinha global e falar de música, cinema, entre outros temas, buscando qualidade e variedade para bater esse programa tosco da Record.

    Porém tenho certas dúvidas se o programa diário sozinho teria essa força (aliás é algo a se pensar se o Vídeo Show tem necessidade, do jeito que está, de ser apresentado todo o dia); talvez um outro programa no horário poderia complementar o VS. Eu acho que fazer um outro "Encontro" seria arriscado pois desgastaria a fórmula e faria a Globo virar uma "nova Gazeta" que apresenta praticamente o mesmo programa de manhã até a tarde. Acho que um jornalístico mais abrangente com a Sandra Annemberg (que bem ou mal, têm carisma com o público), poderia ser essa solução, pois o problema de audiência da Globo é mais qdo acaba o Jornal Hoje e começa o VS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você! Aliás, quando eu falei de Encontro, não quis dizer que deviam fazer um Encontro vespertino. Quis dizer que o Vídeo Show poderia se inspirar no Encontro na fórmula (com plateia, música e entrevistas), mas manter sua essência de ser um programa de televisão (ou seja, um apresentador que recebesse um convidado da TV para falar de sua carreira, ou comentar uma estreia, e com matérias gerais costurando tudo).

      Excluir
  5. E pelo que li na coluna Oops a Angélica foi descartada, o que significa que seu contrato com a Globo está acabando e pode não ser renovado, o que é uma pena pois cairia como uma luva nessa reformulação, vale lembrar o desempenho dela quando tinha o Video Game que alavancou sua carreira. A Globo tem que dar um jeito para revitalizar o programa, mas o que é que esse povo vê num programa tão tosco como o Balanço Geral da Record?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a pergunta e o questionamento que deveriam ser feitos, inclusive para esse pessoal que fica postando audiência na internet direto. De que adianta a Globo perder, se o que ganha na audiência é um programa tão lastimável como esse Balanço Geral?

      Excluir
    2. Pois é, o Balanço Geral é terrível. Mas eu tenho por mim que isso não representa apenas o "êxito" do Balanço, mas também o fato de as tardes da Globo, sobretudo o Vídeo Show, estarem muito, muito desinteressantes. O público cansou do Vídeo Show, debandou e encontrou o Balanço, que é ruim, mas ao menos é algo diferente. Creio que, se a Globo acertar sua tarde, o público volta.

      Excluir