sábado, 23 de dezembro de 2017

Perspectiva 2018: o que a TV trará de bom

2018 será um ano movimentado na televisão brasileira. Afinal, será um ano de grandes eventos, como a Copa do Mundo e as eleições presidenciais, que devem mobilizar os setores de jornalismo e esporte de todos os canais abertos, cada um à sua maneira. Além disso, Globo, SBT, Record, Band e RedeTV devem tentar driblar a crise e apagar a impressão de falta de investimento. Mas será difícil.

Com lenha para queimar, a Globo deve ser a única a manter seu ritmo frenético de estreias. Com suas faixas de produções de temporadas e a capacidade de produzir com bastante antecedência, a emissora vem mantendo um ritmo de produção e gravando programas sem data certa para exibir. Assim, muita coisa que o canal exibirá em 2018 já está pronto há um bom tempo, apenas esperando uma vaga na grade para entrar no ar.

Enquanto isso, SBT e Record não têm grandes perspectivas. Com a crise, as duas emissoras se viram obrigadas a colocar o pé no freio, e não dão sinais de que sairão deste momento difícil no próximo ano. A ordem é economizar, e as estreias devem ser pontuais.

Quem ensaia uma recuperação é a Band. Depois de anos em estado morto, o canal parece disposto a sair da inércia e da preguiça. A emissora realizou novas contratações para trazer novidades na grade em 2018, numa tentativa de ir além do MasterChef. Já a RedeTV, apesar de manter seu discurso de “rede que mais cresce”, ainda continuará dependente da locação de horários, o que a impede de crescer de verdade. Em 2018, o canal deve continuar dependendo de igrejas e concessionários.

Confira abaixo o que as emissoras preparam para 2018:

Globo

Como já vem se tornando tradição, a Globo já lança vários produtos no começo do ano. Novas minisséries ocupam a linha de shows nas primeiras semanas de janeiro, enquanto o Big Brother Brasil retorna mais perto do final do mês. Em 2018, o canal exibirá as minisséries Entre Irmãs (dia 2), Cidade dos Homens (dia 2) e Treze Dias Longe do Sol (dia 8), além da minissérie enlatada O Gerente da Noite (dia 9) e a série Supergirl (dia 1º). Além disso, está de volta o The Voice Kids a partir do dia 7. Já o BBB volta no dia 22, e o Tá no Ar – A TV na TV estreia sua quarta temporada no dia 23. E a comédia Brasil a Bordo, de Miguel Falabella, finalmente estreia no dia 25.

A partir de abril, as séries de temporada voltam a ocupar a linha de shows da emissora. Já estão confirmadas as novas temporadas de Mister Brau e Sob Pressão. Também deve estrear em abril a nova “supersérie” da Globo, Onde Nascem os Fortes, de George Moura e Sergio Goldenberg. No segundo semestre, está confirmada mais uma edição do The Voice Brasil, mas ainda não se sabe se Adnight terá uma nova chance.

No inicio das tardes de domingo, já estão confirmadas novas temporadas de Tamanho Família e Popstar. Aos sábados, com o fim do Estrelas confirmado para o segundo semestre, há quem acredite que podem entrar novos projetos de temporada no horário. Por enquanto, o que se sabe é que um programa especial sobre a Copa, apresentado por Glenda Kozlowski substituirá o programa de Angélica. A loira, aliás, deve ganhar uma nova atração no segundo semestre, mas ainda não há qualquer sinal de alguma pré-produção. A conferir. Os demais programas de variedades seguem firmes, com as novas temporadas de Mais Você, Encontro, Vídeo Show, Conversa com Bial, É de Casa, Caldeirão do Huck, Altas Horas e Domingão do Faustão.

Nas novelas, a primeira estreia do ano será Deus Salve o Rei, de Daniel Adjafre, que substitui Pega Pega a partir do dia 9 de janeiro. Outras produções em andamento são Malhação – Vidas Brasileiras, de Patrícia Moretszohn, que substitui Viva a Diferença em março; Orgulho e Paixão, de Marcos Bernstein, no horário das seis; e Segundo Sol, de João Emanuel Carneiro, às 21 horas.

SBT

A emissora de Silvio Santos não deve trazer grandes novidades em 2018. Ainda sob impacto da crise e superando algumas demissões, o SBT deve manter a programação sem grandes sobressaltos.

Em janeiro, a única novidade confirmada até aqui é a exibição de uma versão infantil do reality show culinário Bake Off Brasil – Mão na Massa. A mais bem-sucedida competição de cozinha do SBT mostrará crianças disputando o concurso de sobremesas, que seguirá sendo apresentado por Carol Fiorentino. A faixa de realities dos sábados continuará, com a nova temporada de Fábrica de Casamentos, a partir de março, e da versão adulta do Bake Off Brasil – Mão na Massa, no segundo semestre.

Outra novidade da emissora é a nova novela, As Aventuras de Poliana. Escrita por Iris Abravanel, a trama será a primeira novela infantil do SBT que não é uma adaptação de folhetim estrangeiro; desta vez, a mulher de Silvio Santos se inspirou no romance Pollyana, de Eleanor H. Porter, para desenvolver sua nova trama. No elenco, Milena Toscano, Guilherme Boury, Miryam Rios e Clarisse Abujamra. As Aventuras de Poliana substitui Carinha de Anjo, provavelmente a partir de abril.

Outra novidade que pode pintar na grade da emissora é um novo programa para Patrícia Abravanel. A filha de Silvio Santos, que viu chegar ao fim seu Máquina da Fama em 2017, pode ganhar uma nova atração de variedades com auditório, assim que voltar de sua licença-maternidade. No mais, todos os programas atuais devem seguir sem mudanças (isso se Silvio Santos não mudar de ideia): Fofocalizando, Casos de Família, Programa do Ratinho, The Noite, A Praça É Nossa, Programa Raul Gil, Domingo Legal e Eliana permanecem. E o Programa Silvio Santos, claro!

Record

A Record surpreendeu meio-mundo ao suspender a pré-produção de Topíssima, trama de Christianne Fridman que vinha sendo preparada para a faixa das sete e substituiria Belaventura. A trama já tinha vários capítulos escritos e elenco escalado. Provavelmente, o baixo desempenho das atuais produções desanimou o canal a continuar mantendo duas faixas de novelas.

Soma-se a isso uma notícia recente de Flavio Ricco, que afirmou que a direção da emissora está insatisfeita com o atual horário do Jornal da Record, que vai ao ar após às 21h30, “quando todas as notícias já foram dadas”. Isso significaria que o jornalístico poderia retornar para a faixa das 19h30 ao fim de Belaventura? A conferir.

Por enquanto, o que se sabe mesmo é que a Record virá com uma enxurrada de reprises na programação de início de ano. A emissora programou repetecos do Repórter Record Investigação para as noites de segunda-feira, enquanto filmes reprisados devem ocupar as noites de terça e sexta, com o Cine Record Especial e Super Tela, respectivamente. Além disso, a emissora programou a reprise de alguma série bíblica para a faixa das 20h30 dos sábados, empurrando o Programa da Sabrina para às 22h30. Já as noites de quinta serão preenchidas pelo Câmera Record.

As únicas novidades deste início de ano na Record são as novas temporadas de Conselho Tutelar, que estreia no dia 1º e terá cinco capítulos diários; e o Dancing Brasil, cuja terceira temporada será exibida nas noites de quarta-feira a partir do dia 17. Ao final da competição de Xuxa, as noites de quarta passarão para a segunda temporada de Batalha dos Confeiteiros, em abril. Já as noites de terça e quinta serão de Power Couple. A Casa e A Fazenda devem ter novas temporadas no decorrer do ano. O primeiro segue nas mãos de Marcos Mion, que perdeu seu Legendários, enquanto o segundo pode ficar com Gugu Liberato, se topar renovar com a emissora. Já nas novelas, o parco desempenho de Apocalipse pode fazer o canal adiantar sua substituta, Gênesis, de Paula Richard.

Band

Depois de alguns anos apenas reprisando Os Simpsons nos mais variados horários, a Band voltará a ter uma produção própria no horário da tarde. A emissora lançará um novo programa feminino vespertino, entre 14h e 16h, que será apresentado por Cátia Fonseca. A estreia está prevista para março de 2018.

Outra novidade é a volta de Amaury Jr ao canal. O apresentador volta à emissora que o consagrou quando apresentava o Flash, desta vez no comando de um programa semanal, nas noites de sábado. A nova atração não deve fugir ao estilo de Amaury, mesclando entrevistas e matérias especiais.

Além disso, a Band segue investindo pesado no MasterChef. Em 2018, a emissora deve repetir a estratégia de 2017, com duas temporadas (uma amadora e uma profissional) praticamente coladas uma à outra, garantindo o reality show de Ana Paula Padrão o ano inteiro. Outro produto que deve ganhar uma nova temporada é o Exathlon Brasil, mesmo com o fraco desempenho da primeira leva.

A emissora deve, ainda, lançar um novo programa nas noites de domingo, ocupando o horário do Pânico na Band, que sai do ar. Entre as opções estão um novo humorístico com Márvio Lúcio, o Carioca, ou a exibição do De Férias com o Ex, da MTV. Mas nada está confirmado ainda.

RedeTV

Para 2018, a RedeTV continua com sua eterna promessa nunca cumprida: diminuir concessionários e investir mais em programação. Por enquanto, nada leva a crer que algo neste sentido vai acontecer.

Mas a emissora tem seus planos para o próximo ano. Um deles é aumentar novamente o espaço para infantis, com a volta da animação Pokémon. Outro plano é lançar uma nova temporada do Mega Senha, de Marcelo de Carvalho, que deve voltar ao ar substituindo O Céu É o Limite. E há ainda um projeto envolvendo youtubers, que deve ocupar as madrugadas, substituindo o Programa Amaury Jr.

E tem mais: o diretor de jornalismo da emissora Franz Vacek quer emplacar um novo telejornal na emissora, com a apresentação de Rosana Jatobá, que foi contratada recentemente. Enquanto o novo jornal não vem, Rosana deve ser usada em matérias especiais e, ainda, ser “o rosto” do canal na cobertura da Copa do Mundo.


André Santana

8 comentários:

  1. Coisa incompreensível: A Rosana Jatobá ter saído da Globo e ido parar na Rede TV! Só realmente se estivesse sendo mal aproveitada e resolveu mudar de ares.

    Pena que, ao que tudo indica, o chororô vai continuar nos programas de domingo à tarde, tanto no SBT quanto na Record.

    Será que a Record não cancelou essa novela por causa desse nome inacreditável e que já virou piada,rsrsrs??? Incrível como, no fim das contas, a programação do canal se mostra cada vez mais sucateada, mesmo gastando o que gastam...

    E a Bandeirantes, vai transmitir a Copa ou não? Não que faça falta...Quem reclama do Galvão não deve conhecer o Neto falando bobagens. Mas ficou um negócio meio que mal definido...

    Triste o Tá no Ar, o único projeto do Adnet que deu certo na Globo, ser exibido junto do intragável BBB. Não que seja um programa extremamente novo, é um TV Pirata atualizado para o século XXI, mas merecia mais espaço na grade.

    Desejo à você e sua família André, um Feliz Natal, com muita saúde e paz e um 2018 com tudo de melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alexandre!Na verdade, a Rosana Jatobá já havia saído da Globo há um bom tempo! Ela vinha fazendo trabalhos fora da TV ligados à ecologia. Agora, optou por atender o convite da RedeTV e está voltando à televisão. Acho positivo, se a RedeTV faz algo de bom hoje, é o jornalismo. Lá estão Bóris Casoy e Mariana Godoy que não me deixam mentir. Abraço!

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Duvido que o Mega Senha retorna à programação... Isso foi falado esse ano e O Céu É o Limite permaneceu no ar no segundo semestre.....Além de ser mais "em conta" para a RedeTV!....2018 é eleição, Copa do Mundo.. O bicho vai pegar.....Aproveito para desejar um ótimo Natal! Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabio, tranquilo? Bom, o comentário era que o Mega Senha voltaria. Vamos ver. Feliz ano novo!

      Excluir
  3. Apolicapse acabou sendo.um erro..O povo ta meio sarurado das tramas bíblicas pois fora os dez mandamentos as outras parecem não ter tantos eventos para emchernuma novela seria melhor ficar so nas minisséries e sem ser em sequência ...essa não tem o eacapousmi da época remota e e muito soturna fora as menções a igreja catolica

    ResponderExcluir
  4. A Record em 2018 promete sofrer de novo. A Globo continua na dela e o SBT pode surpreender. E o Pânico ainda pode sobreviver na TV Aberta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo, até onde eu sei, não há nenhum canal negociando com o Pânico. O programa é caro, e os canais estão em fase de economia, rsrs!

      Excluir