sábado, 8 de julho de 2017

SBT vive péssimo momento

No final do século passado, o SBT era a segunda maior emissora do país em audiência, e ostentava um elenco de estrelas que incluía Hebe Camargo, Marília Gabriela, Gugu Liberato, Hermano Henning, Jô Soares, Serginho Groismann, entre tantos outros, e era referência em programas infantis, com o Bom Dia e Cia com a Jacky Petkovic e o inesquecível Disney Club. Hoje, a emissora perdeu (mais uma vez) a vice-liderança de audiência, e tem como “estrelas” Patrícia Abravanel, Silvia Abravanel, Renata Abravanel, Danilo Gentili, Rachel Sheherazade e Dudu Camargo. Tem alguma coisa muito errada para os lados da Anhanguera.

Buscando retomar a vice-liderança, a emissora estabeleceu, há alguns anos, uma nova grade, mais coerente e estável, e conseguiu resultados bastante satisfatórios. No ano passado, entretanto, Silvio Santos retomou sua irritante mania de mudar tudo de horário a toda hora, fazendo o canal despencar. Com as novelas mexicanas vespertinas, o canal vinha alcançando até 10 pontos no Ibope, um grande feito. Hoje, são apenas dois folhetins em cartaz, que dividem o espaço da tarde com Casos de Família e Fofocalizando. Todos estes programas juntos registram entre 5 e 6 pontos. Mudaram a grade e os resultados falam por si.

Além disso, Silvio Santos se apaixonou pelo tal do Dudu Camargo e deixa o menino fazer o que bem quer. Nas últimas semanas, o apresentador do noticiário Primeiro Impacto se envolveu em todo o tipo de polêmica e peregrinou por programas da RedeTV e da Band. Silvio preferiu colocar mais lenha na fogueira ao unir ele e Maisa Silva em encontros de extremo mau gosto, ao invés de fazer seu mais novo contratado colocar os pés no chão. A “blindagem” do patrão em torno de Dudu tem feito o menino se portar como uma estrela, coisa que ele não é e que, provavelmente, não será, se continuar a agir assim. É lamentável que Silvio Santos, por tudo o que representa, se preste a este tipo de situação. Divertir-se enquanto Dudu dança e Maisa se sente acuada é de um horror incomensurável.

Além de deixar Dudu Camargo fazer o que bem quiser e menosprezar seu departamento de jornalismo, que passa por um momento constrangedor, Silvio Santos resolveu, em 2017, abrir espaço para boa parte de suas filhas na grade de programação. Enquanto Silvia Abravanel e Patrícia Abravanel seguem dando expediente nos espaços que conquistaram já há algum tempo, no Bom Dia e Cia, e Máquina da Fama e Programa Silvio Santos, respectivamente, agora Rebeca Abravanel também conquista um espaço diário com o game Roda a Roda.

Silvia não tem lá muito carisma, mas é “esforçada”, como o próprio Silvio Santos já disse, e como a principal atração do Bom Dia e Cia segue sendo o pacote de animações, a apresentadora não compromete o produto. Já Patrícia acumula muitas funções e, este ano, também pode ser vista aos domingos cobrindo a apresentadora Eliana, afastada para se dedicar à gestação. Patrícia é a mais carismática das três herdeiras de Silvio, mas ainda lhe falta muito estofo e jogo de cintura para se tornar uma grande apresentadora de televisão. Pode aprender, mas ainda não chegou lá. Esse monte de Troféu Imprensa de melhor apresentadora que ela vem acumulando na prateleira não condiz com a realidade. Já Rebeca está completamente perdida. Comanda o Roda a Roda sem qualquer emoção, não olha para a câmera nunca e passa a impressão de que está ali unicamente por obrigação.

Silvio Santos é o dono e pode fazer o que bem quiser, incluindo aí transformar suas filhas em apresentadoras. O problema aí é que ele está fazendo isso errado. Resolveu, simplesmente, enfiar suas herdeiras goela abaixo no espectador, colocando-as em faixas importantes da grade. O ideal seria fazê-las começar aos poucos, em horários menos importantes, para que elas ganhassem experiência, maturidade e segurança. Da maneira que está, o excesso de “Abravanéis” na grade só expõe a falta de estrelas que a emissora vive.

Como se não bastasse tudo isso, o SBT vive um momento preguiçoso, e que parece regredir diante dos olhos de seu público. Afinal, há quanto tempo o canal não lança um programa verdadeiramente relevante? A única boa estreia deste ano foi o Fábrica de Casamentos, reality divertido e que trouxe, ainda, Chris Flores de volta ao vídeo, a única boa aquisição da emissora nesta história recente. Fora isso, apenas o Programa do Ratinho vive boa fase, com ótima audiência e um formato que explora todas as facetas do apresentador. E só. Celso Portiolli, excelente apresentador, comanda um programa sem vida. A linha de shows vive de filmes reprisados, e tem como único produto relevante A Praça É Nossa. Tudo no SBT anda em “banho-maria”.

Em seu blog no UOL, o crítico Mauricio Stycer noticiou que, num balanço do Painel Nacional de Audiência referente ao primeiro semestre de 2017, a Globo anunciou seu melhor resultado desde 2012, enquanto a Record festejou sua melhor média desde 2011. Já o SBT perdeu a vice-liderança e viu sua média cair em relação ao ano passado. Ou seja, a preguiça e as ideias equivocadas do SBT estão empurrando a emissora ladeira abaixo. É triste.

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

6 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Olha outro nome a ser lembrado em uma breve premiação dos piores do ano: Rebeca Abravanel..... Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
  2. O SBT anda de mal a pior infelizmente
    Até aquele quadro dos pontinhos do Programa Silvio santos ,está chato ,sem graça ,sempre Silvio puxando alguma polêmica para atrair mídia
    Triste mais para Silvio santos só tem valor pessoas polêmicas que atraem mídia porém de forma negativa !
    O canal da Anhanguera está sem estrelas de verdade pois Livia ,Flor ,Helen Ganzarolli ,Dudu Camargo e marcao do povo pra mim só afundam e desgasta ainda mais a imagem do SBT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que quase nada do atual SBT me interessa, infelizmente...

      Excluir
  3. A tarde a programação esta péssima na tv aberta ,e olha que em outras décadas eram bem atraentes
    No SBT temos só polêmica a tarde com polêmicas de artistas no Focalizando e baixaria no desgastado casos de família
    Essas atrações me fazem lembrar no que de pior tinha na década de 2000 na tv a tarde
    Parece que Silvio santos vive sempre de retro ,acho que até legal porém que seja coisas boas do passado e com uma roupagem nova

    ResponderExcluir