sábado, 20 de maio de 2017

Xuxa encontra um rumo com "Dancing Brasil"

Passados quase dois meses de exibição de Dancing Brasil, já é possível afirmar que, finalmente, acertaram na escolha de um formato para Xuxa Meneghel. A apresentadora está bem à vontade na apresentação do reality show de dança exibido nas noites de segunda na Record TV. E, finalmente, Xuxa tem um conteúdo verdadeiramente interessante para mostrar ao público, já que tanto o extinto Programa Xuxa Meneghel, da própria Record, quanto a última versão do TV Xuxa, ainda na Globo, pecavam pela total falta de conteúdo.

Xuxa, desta vez, assumiu um papel quase de coadjuvante, já que está à frente de um formato fechado, pronto e que não leva o seu nome. Em Dancing Brasil, a grande estrela da atração é a competição em si, e não a apresentadora. E este novo papel desenvolvido pela apresentadora se mostrou uma excelente oportunidade para que Xuxa, finalmente, conseguisse se reinventar na TV. O novo formato permitiu com que ela passasse a chamar a atenção de um público que não é, necessariamente, seu fã, e, de quebra, ela consegue deixar a sua marca. Mesmo seguindo um roteiro, a apresentadora surge radiante e divertida, dando o seu tempero à atração.

O resultado disso tudo é que Dancing Brasil vem tendo um desempenho superior à atração que levava o nome da apresentadora, exibido até o final do ano passado. Na grande São Paulo, os números são pouca coisa maiores que os do extinto Xuxa Meneghel, e não garante a vice-liderança na batalha contra o SBT. No entanto, há de se considerar o contexto da saída da Record dos pacotes da TV paga em São Paulo. Com a saída dos canais da Simba Content da televisão por assinatura, foi a Record quem mais perdeu público. Tanto que, nas outras praças, Dancing Brasil registra desempenho superior. E a Record se mostra satisfeita com os resultados da atração, tanto que já programou uma segunda temporada para o segundo semestre deste ano.

Também há de se considerar que a versão brasileira de Dancing With The Stars chegou ao país com mais de dez anos de atraso. Se tivesse sido montado lá pelos idos de 2006, quando a febre dos programas de dança estava há pleno vapor, provavelmente teria resultados mais interessantes. Mas, mesmo com atraso, o programa é competente na missão de entreter sua plateia, que se diverte com os números de dança e, também, ao acompanhar os ensaios dos famosos tentando superar os seus limites.

Já estabelecido, Dancing Brasil conseguiu, até, fazer uma homenagem à sua apresentadora sem ser chato. Na última segunda-feira, 15, o programa foi temático, e todos os participantes tiveram de dançar os mais variados ritmos com as músicas clássicas da carreira de Xuxa. Para incrementar o especial, vários dos elementos que consagraram o Xou da Xuxa, como a nave espacial, o microfone com “xuquinhas”, os figurinos estrambólicos e as paquitas, foram resgatados no Dancing Brasil. O resultado foi bastante simpático, que, com certeza, fez a alegria dos fãs da apresentadora. Na audiência, o especial levou o Dancing Brasil a bater seu recorde.

A boa aceitação do especial sobre Xuxa é mais uma prova de que o formato foi acertado. Afinal, uma das principais críticas a respeito do programa anterior da loira era que ele era excessivamente autorreferente. O programa teimava em resgatar a todo o momento o passado de glória de Xuxa, mostrando fãs histéricos sempre a reverenciar seu “ídolo”. Para quem não era fã de Xuxa, o programa não trazia nada de interessante, e isso sempre foi um problema. Com certeza, foi um dos motivos para o naufrágio da atração.

Já em Dancing Brasil a homenagem não soou egocêntrica, já que estava dentro de um contexto. Há uma competição acontecendo, e a proposta de se encaixar músicas de Xuxa veio ao encontro da proposta da atração. Ou seja, não foi um resgate vazio, e o programa não falou apenas aos fãs de Xuxa. Quem não é fã de Xuxa, mas acompanha o Dancing Brasil, assistiu a mais uma etapa da competição e torceu pelo seu artista preferido. E quem é fã também foi contemplado, ao se ver tomado pelo saudosismo despertado pelo resgate. Foi tudo muito bem equilibrado.

Xuxa é uma boa apresentadora, tem um inegável carisma e se posiciona muito bem diante de uma plateia. Mas já há muito tempo, faltava a ela um conteúdo de mais qualidade. Afinal, apenas Silvio Santos, hoje, consegue segurar um programa apenas na figura dele. Os demais apresentadores, como Eliana, Luciano Huck, Rodrigo Faro e cia bela, estão, sempre, investindo em novos conteúdos para sobreviverem na guerra de audiência. Xuxa e seu staff, parece, aprenderam a lição, e Dancing Brasil veio numa boa hora.

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

9 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Exatamente por Xuxa ter assumido "papel quase de coadjuvante", o Dancin Brasil é um programa interessante. Rs... Sempre falo e repito: para mim, Xuxa não tem carisma algum....E quando ela começa a falar como uma "jovenzinha"? Não, não e não!!! Rs... Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, é, eu sei que você não vai com a cara da Xuxa, rs! Eu sempre gostei dela como apresentadora, e achava que faltava um formato a ela. Finalmente encontraram e acho que ela está indo bem. Abs!

      Excluir
  2. Enfim a Xuxa se encontrou na Record. Pelo jeito desistiram de transformá la na Ellen DeGeneres brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xuxa não é Ellen, jamais deveriam tê-las comparado, rs! Mas eu acho que Xuxa tinha condições de ser uma espécie de Hebe, sim! Faltava um roteiro e boas pautas ao talk show dela, por isso que não foi para a frente. Mas ela está bem no novo formato. Agora, ela tem um programa com um conteúdo de verdade.

      Excluir
  3. Esse formato assim como a produção do programa é muito boa o sucesso do programa não é mérito de Xuxa
    Pelo contrário a Record paga uma
    fortuna para Xuxa apresentar um produto pronto
    Tem gente c talento c um salário menor que poderia apresentar e Xuxa tem se achado demais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, o programa estar indo bem não é mérito da Xuxa. E também concordo que a Record poderia ter um apresentador (a) bem mais barato, e o programa aconteceria do mesmo jeito. O que eu ressaltei no texto é que ela está bem na nova função, e isso é bem legal. Mas, creio, pagar uma fortuna para ela apresentar um formato que poderia ser de qualquer outra pessoa deve valer a pena, senão não fariam isso. Xuxa tem fama de ser boa vendedora, e se Dancing Brasil está indo bem comercialmente, isso é um mérito dela, sim.

      Excluir
  4. Xuxa funcionava bem blo planeta Xuxa chris de musicais...quando nao e roteiruzada demà us funciona bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não concordo, ela precisa de um roteiro sim. O Programa Xuxa Meneghel pecava muito pela falta de roteiro, Xuxa ficava perdida em cena. Um bom apresentador tem que ter um roteiro, sim, mas saber ir além dele, colocar sua personalidade e sobressair. Planeta Xuxa era realmente bom, e ela estava ótima na condução, mas um programa naqueles moldes não funcionaria nos dias de hoje.

      Excluir
  5. Xuxa funcionava bem blo planeta Xuxa chris de musicais...quando nao e roteiruzada demà us funciona bem

    ResponderExcluir