quinta-feira, 25 de maio de 2017

Para tentar salvar "Os Dias Eram Assim", Globo sacrifica "Vade Retro"

Os Dias Eram Assim, primeira novela das onze chamada de “supersérie” pela Globo, não tem nada de super. A trama de Ângela Chaves e Alessandra Poggi tem ficado abaixo da expectativa da emissora. Até aqui, a história registra uma média de audiência superior, apenas, a O Rebu e Saramandaia, produções do horário consideradas de baixo desempenho.

Para tentar elevar a média de audiência de Os Dias Eram Assim, o canal passará, então, a fazer uso de uma manobra que poderia até fazer sentido no SBT ou na Record, mas que não tem nada a ver com o histórico da Globo. Às quintas-feiras, Os Dias Eram Assim será exibida mais cedo, logo depois de A Força do Querer. Enquanto isso, Vade Retro, a atual comédia das quintas-feiras, entrará no ar mais tarde, depois da ~super~série. A estratégia começou na semana passada, com a “desculpa” de ser um capítulo especial da trama. Mas, como o Jornal Nacional terminou depois das 22h naquele dia, na prática a trama começou em seu horário habitual, às 23h e pouco mesmo. Vade Retro é que se deu mal, entrando depois da meia-noite.

Mesmo assim, a direção da Globo ficou satisfeita com os resultados alcançados pela inversão, afinal, deste modo, Os Dias Eram Assim é impulsionada pela boa audiência de A Força do Querer. Por isso mesmo, já anuncia para hoje, 25, logo mais, Os Dias Eram Assim e Vade Retro, nesta ordem. Como o capítulo de quinta-feira era o que costumava registrar a menor audiência dentre os capítulos da semana, em razão da “baixa” audiência herdada da comédia de Alexandre Machado e Fernanda Young, com a mudança a média geral de Os Dias Eram Assim fatalmente subirá, deixando todo mundo mais contente na Globo.

Uma pena que a emissora prefira fazer uso de uma manobra bizarra destas apenas em busca de índices melhores, e não procure melhorar a própria novela em si. Os Dias Eram Assim, apesar da temática OK e boas atuações, tem se mostrado, na prática, uma novela das seis travestida de trama das onze. A trama abusa das reviravoltas folhetinescas e desperdiça seu ótimo pano de fundo, a Ditadura Militar. Não seria difícil ajustar isso no texto, mas preferiram mudar o horário da novela. Agora, a Globo tem um produto “diário” que começa cada dia em um horário. Coisa mais esquisita do mundo.

Vade Retro realmente estava sendo exibida no horário errado. A comédia brinca com elementos sacros e traz muitas referências a filmes de terror. Para entrar no clima, é preciso ter algum repertório e, portanto, a comédia tem um público-alvo bastante segmentado. Por isso, deveria estar numa faixa de produções mais experimentais. A faixa da quinta-feira pós novela foi ocupada por mais de dez anos por A Grande Família, uma comédia popular de fácil assimilação, ideal para o público heterogêneo herdado da novela. Chapa Quente, que esteve no horário nos dois últimos anos, também tinha o mesmo estilo. Vade Retro combinava mais com a noite de sexta, pós-Globo Repórter, horário que Alexandre Machado e Fernanda Young conhecem bem e já emplacaram boas séries, como Os Normais, Minha Nada Mole Vida, Separação?! e Macho Man. Pena que a Globo desistiu de produzir para o horário.

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

2 comentários: