terça-feira, 9 de maio de 2017

Com artistas populares e novela, TV Aparecida ganha espaço

Diz a Wikipedia sobre a TV Aparecida: “com 11 anos de história, a TV Aparecida está entre as 14 maiores redes de televisão do Brasil em abrangência, segundo a Anatel. De acordo com a coluna de Ricardo Feltrin (UOL), é a 7ª emissora de TV aberta mais vista em todo o país”. Emissora católica, mantida pela Fundação Nossa Senhora Aparecida, e com programação gerada em Aparecida – SP, o canal começa a desenhar uma grade mais abrangente, atraindo uma audiência que não é, necessariamente, católica.

O mais recente produto a atrair uma audiência mais heterogênea na TV Aparecida é a revista eletrônica matinal Manhã Leve, exibida ao vivo a partir das 10h. Apresentada por Maria Cândida, conhecida jornalista com passagens por Globo, SBT, Record e RedeTV (entre outras), a atração é uma típica revista matinal. Maria Cândida faz entrevistas e comanda pautas variadas de serviço, saúde e bem-estar, nada muito diferente do que é mostrado em tantas revistas matinais em praticamente todas as emissoras. Uma bem-vinda volta à telinha de Maria Cândida, que chegou a comandar o Programa da Tarde, na Record, e vem de uma passagem pela Rede Família, onde comandava o Tudo Posso.

Maria Cândida se junta à Claudete Troiano, outro rosto nacionalmente conhecido que engrossa as atuais fileiras da TV Aparecida. Há 3 anos, Claudete comanda o programa vespertino Santa Receita, atração nos mesmos moldes dos programas femininos que apresentou por tantos anos na Gazeta, Record e Band. Ou seja, trata de culinária, saúde, moda, artesanato, comportamento, música, religiosidade, notícias, e variedades. Sucesso de audiência e faturamento para os padrões do canal, Santa Receita é, hoje, carro-chefe da TV Aparecida.

Além das revistas femininas, a TV Aparecida tem outra atração bastante popular em sua grade: uma novela da Globo! Atualmente, em comemoração aos 300 anos de devoção a Nossa Senhora Aparecida, o canal reexibe A Padroeira, novela de Walcyr Carrasco exibida em 2001. A trama conta a história de amor entre Cecília (Deborah Secco) e Valentim (Luigi Baricceli), e que tem com pano de fundo o surgimento da imagem da santa. A Padroeira, que foi cedida gratuitamente pela Globo, é exibida pela TV Aparecida às 19h e às 22h30.

Para quem curte TV, é bem interessante observar um canal ligado à igreja buscar ir além de sua missão religiosa e, também, se preocupar em oferecer entretenimento ao público em geral. Como não tem muitos compromissos com números de audiência, a TV Aparecida pode apostar em formatos como os de Manhã Leve e Santa Receita, que parecem já não mais estar tão em alta na TV aberta em geral como antes. É uma opção, sobretudo, às donas de casa, que estão acostumadas a ter a televisão como companhia, e que andavam meio desatendidas pelos outros canais. Além disso, oferece oportunidade a rostos que também já não encontravam espaço nas outras emissoras. Para o mercado, uma movimentação bem interessante.

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

6 comentários:

  1. Assisti à Maria Cândida e gostei!

    ResponderExcluir
  2. Tv aparecida vem sendo uma grata surpresa ,programação de qualidade e não só religiosa !
    Se emissoras como CNT respiram por aparelhos há anos ,temos a aparecida como alternativa
    Fico feliz que Claudete troiano achou seu lugar ao sol , é uma grande comunicadora para o público feminino há anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também vejo com bons olhos o investimento da TV Aparecida.

      Excluir
  3. Tv aparecida vem sendo uma grata surpresa ,programação de qualidade e não só religiosa !
    Se emissoras como CNT respiram por aparelhos há anos ,temos a aparecida como alternativa
    Fico feliz que Claudete troiano achou seu lugar ao sol , é uma grande comunicadora para o público feminino há anos

    ResponderExcluir
  4. A Tv Aparecida esta cada dia melhor!

    ResponderExcluir