terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

"Primeiro Impacto": um café da manhã mais indigesto

Como a imprensa comentou e repercutimos por aqui, Marcão do Povo, ex-apresentador do Balanço Geral da Record TV Brasília, e que ficou conhecido pela polêmica envolvendo a cantora Ludmilla, foi contratado pelo SBT. Como se sabe, o sonho atual de Silvio Santos é ter um Balanço Geral na hora do almoço para chamar de seu no SBT. Marcão foi contratado para a missão, mas, primeiro, sua aceitação será testada no matinal Primeiro Impacto. Desde ontem, 20, ele dá expediente ao lado de Dudu Camargo (que dupla, hein?).

No atual sistema do Primeiro Impacto, Dudu comanda a atração das 6h às 7h30; depois, Marcão assume até às 8h30. Na estreia, em números, a chegada de Marcão do Povo ao Primeiro Impacto até fez a audiência crescer um pouco, embora a atração tenha se mantido atrás da Record, que exibe no mesmo horário o Balanço Geral Manhã e o SP no Ar. No entanto, em se tratando de conteúdo, Primeiro Impacto sofreu um impacto (ops) tão grande quanto a chegada de Dudu Camargo.

Marcão segue a cartilha de José Luiz Datena e Marcelo Rezende, que comandam com mão-de-ferro o Brasil Urgente e o Cidade Alerta, respectivamente. Tem um tom de voz e um gestual que lembram muito Datena, inclusive. Assim, o Primeiro Impacto tornou-se um telejornal com muitos decibéis acima, com um apresentador bufão que cobra as autoridades na base do grito. Na pauta, histórias tristes e alguma prestação de serviço.

Ou seja, o espectador agora se depara, logo cedo, com uma nova versão do Brasil Urgente, com um apresentador “justiceiro demagogo” que gesticula, grita, ri e chora. Na prática, quem liga no SBT logo cedo, acaba tendo um café da manhã bastante indigesto, tamanha a gritaria do apresentador. Marcão do Povo soa como Jorge Bevilacqua, o “nervoso” apresentador do Jardim Urgente, quadro do humorístico Tá no Ar, da Globo. O único problema é que o Jardim Urgente é uma piada. Já o Primeiro Impacto é sério. Ou tenta, ao menos.

Engraçado é que o SBT está indo na contramão de tudo o que aprendeu na prática. Foi a emissora que descobriu uma nova audiência matinal, e fazia bonito nos tempos do Notícias da Manhã, de Cesar Filho. Cesar, aliás, era um apresentador elegante, que sabia fazer um jornal informal, popular, mas sem alterar seu tom de voz uma única vez. Agora, temos Dudu Camargo dançando e Marcão do Povo gritando (ah, e ele dança também!). E, ainda por cima, Marcão estreou no mesmo dia em que foi confirmado o desligamento de Hermano Henning dos quadros do SBT. Tempos difíceis no telejornalismo televisivo...

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

10 comentários:

  1. É de se lamentar a saída do Hermano Henning que segurou as pontas durante muito tempo, mesmo no período de vacas magras o setor de jornalismo do SBT. Enquanto isso vemos esse Dudu Camargo se juntar ao Marcão do Povo conduzindo um telejornal pra lá de indigesto e quero ver quanto tempo essa dupla vai durar no comando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São apostas pessoais de Silvio Santos, então é capaz que até durem um pouco. Mas audiência que é bom a dupla ainda não trouxe.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Esta se tornando uma minoria, os profissionais de credibilidde e que agregam todas as classes, ainda tem Kennedy Alencar, Eliana , Celso Portiolli, Carlos Nascimento. E esta se formando uma maioria com um perfil popular porem respeitoso (Ratinho, Raul Gil) e ou conservadores ofensivos com declaracoes preconceituosas (Danilo Gentilli-que saudades dele na Band- Rachel Sherazade, Dudu Camargo que faz uns 'comentarios' com um teor ofensivo, Marcao. SObre o Marcao, curiosamente, meses atras eh demitida a Joyce Ribeiro, uma jornalista seria e negra; entra Marcao justamente porque ele causou com uma declaracao racista. Entra Marcao e nao eh renovado o contrato do Hermano Henning, outro profissional que tem credibilidade no meio jornalistico.
    Com isso, o SBT , que ja era assim, agora se acentua mais uma emissora com um publico mais conservador, seja no pensamento politico, seja nas ideias. Eh a emissora da familia tradicional. Para o bem e para o mal, o significado de emissora da familia tradicional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Triste esse caminho..já já Silvio Santos desiste disso ja que oo sbt não faz muito sucesso com jornais policiais

      Excluir
    2. Notei isso, Daniel! O SBT está mantendo âncoras de visão conservadora, assumindo uma cara esquisita pra um jornalismo que, mesmo nunca tenha sido de grande credibilidade, ainda gozava de alguma isenção. Agora está um horror. Uma pena!

      Excluir
  4. Como já comentei anteriormente dessa dupla eu passo longe !
    O SBT infelizmente está copiando o que a rede Record tem de pior que é a apelação e drama
    Até o focalizando meio que discretamente está mais triste com matérias de superação com aquela narradora melosa (saudade das narrações de tina Roma e Patrícia Maldonado na Record nos bons tempos )
    O SBT está virando uma Record ,pena pois desde a minha infância esse canal foi sempre tão alegre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior disso tudo é que estão copiando o pior da Record, e sem conseguir a "mesma" audiência da Record. Pra mim está claro que este tipo de manobra não funciona no SBT.

      Excluir
  5. Sobre esse tema, o que mais me preocupa é o padrão "dono da verdade" desses apresentadores, que muitas vezes ocupam posições políticas na sociedade. Eles se gabam de ter soluções para a segurança pública, mas essa mistura de programa de humor de quinta e indignação fake é muito indigesta pra mim. É algo que só perpetua a violência na sociedade em geral e esse discurso de policiamento muitas vezes incita a violência ao invés de diminuí-la. Acho lamentável sob todos os aspectos. Mas infelizmente existe público para esse tipo de coisa, que passa longe de ser jornalismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Alexandre! Agora teremos Marcão do Povo e Rachel Sheherazade na mesma emissora, com opiniões conservadoras e se colocando como donos da verdade. Já já disparam um "adote um bandido" de novo. É triste.

      Excluir