terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Celso Portiolli fica somente com o "Domingo Legal" em 2017

Mais uma da série “A Fantástica Grade de Silvio Santos”. Depois de ser o escolhido para substituir Raul Gil nas tardes de sábado e, consequentemente, ver seus atuais programas Sabadão e Domingo Legal serem cancelados, Celso Portiolli agora se vê sem o novo programa das tardes de sábado e sem seu atual programa de sábado à noite. Com a permanência do Programa Raul Gil e sem o Sabadão, Celso Portiolli ficará somente com o Domingo Legal em 2017, informou o site Notícias da TV.

Uma situação um tanto desconfortável para quem esteve, no final de 2016, num contexto que indicava uma renovação de público e conteúdo. Com um novo programa ao vivo nas tardes de sábado, Celso Portiolli teria a chance de começar um novo projeto do zero, com o qual pudesse imprimir sua cara e seu estilo, sem viver o cenário de eterno substituto no SBT. Afinal, o apresentador está à frente do Domingo Legal desde 2009, mas nunca conseguiu deixar a ex-atração de Gugu Liberato do seu jeito. Para piorar, o Domingo Legal perdeu espaço na grade e investimentos, fazendo com que a equipe de Celso vivesse um desafio e tanto ao fazer um programa que tem a missão de erguer os índices baixos herdados do Mundo Disney e entregar um pouco mais alto para Eliana.

Seu segundo programa, Sabadão com Celso Portiolli, foi criado para compensar a perda das duas horas do Domingo Legal. Este, embora também herde um título que pertenceu a Gugu Liberato, conseguiu formatar-se fugindo um pouco da sombra do ex-apresentador. Se com Gugu, Sabadão era um musical, com Celso ele até teve especiais musicais, mas tornou-se um programa de variedades, no qual pôde apresentar quadros diversos, incluindo games e concursos, além dos famigerados vídeos da internet. Acabou virando uma mistura de Legendários com Encrenca. Apesar do conteúdo essencialmente ruim, Sabadão não chegava a decepcionar no Ibope, conseguindo, muitas vezes, se posicionar à frente do Legendários, programa bem mais antigo no horário.

Apesar do Ibope razoável, Sabadão acabou se tornando um programa sem muito propósito, com repercussão parca. Ou seja, pouco acrescentava. Ao mesmo tempo, o Domingo Legal também esvaziou-se e, em suas últimas edições ao vivo no ano passado, dedicava seu tempo a uma competição com famosos sem muita graça. Por isso mesmo, a extinção do Sabadão pode fazer bem ao Domingo Legal, pois sua equipe terá apenas um, e não dois programas para pensar e produzir. A expectativa, portanto, é que com a nova decisão, Domingo Legal ganhe novos investimentos, quadros mais bem elaborados e, finalmente, decole com a apresentação de Celso.

Uma expectativa que vem desde 2009, é verdade. Esperamos que desta vez a coisa aconteça, afinal Celso Portiolli merece mais atenção após todo este desgaste do “sai do domingo - vai pro sábado – fica no domingo – perde programa do sábado à noite”. Portiolli tem potencial, e prova disso é o seu canal no YouTube, um sucesso! Já que a decisão é manter o Domingo Legal (que não é uma decisão ruim, no fim das contas, já que a emissora não teria o que colocar no lugar), que os esforços sejam concentrados para que o programa cresça de verdade. Num mundo perfeito, uma volta do Curtindo Uma Viagem, provavelmente, faria mais a diferença neste horário. Mas já que a ordem é manter o Domingo Legal, que assim seja. Vamos ver o que acontece.

O TELE-VISÃO virou livro! Compre agora! CLIQUE AQUI: http://bit.ly/2aaDH4h


André Santana

Um comentário:

  1. Nossa, a volta do Curtindo Uma Viagem seria um sonho! Muito melhor que este Domingo "Legal"....

    ResponderExcluir